*
 

MasterChef continuou nesta terça 13/3 em clima de competição, com as provas sendo ditadas por um tema específico dos juízes.

Eduardo e Rita competiram pelo avental, embora Rita parecesse mais perdida durante a competição para encontrar os utensílios na cozinha, na hora de finalizar o prato, o nervosismo atacou o advogado que acabou por não finalizar muito do que havia proposto, sendo assim sua adversária saiu com o avental.

A segunda dupla deveria preparar a carne de coelho. A psicóloga Angélica, mesmo incomodando os juízes sendo muito falante e com um lombo de coelho confitado feito às pressas acabou levando o avental, já que sua adversária Natália serviu um prato muito simples e com a proteína um pouco seca. “Seu prato lembra o da minha mãe, mas minha mãe errava muito”, brincou o juíz com a perdedora.

Arroz foi o tema da terceira competição, entre Clarisse, de Belém, e Adriana, do Rio de Janeiro. Apesar de mais organizada e finalizar o prato mais rápido, a carioca impressionou menos com seu arroz agulinha com camarões e tomates cerejas. Sua adversária com um prato de mini arroz, jambu, tucupi e camarões acabou seguindo na competição.

A quase dupla sertaneja Hugo e Victor Hugo competiram no tema de “bolo de chocolate”. Hugo apresentou um bolo em camada mais complexo, porém com texturas mal executadas, Victor acabou levando no sabor, mesmo que seu bolo tenha saído como uma espécie de petit gateau.

Tereza e Lucas competiram numa temática oriental. Lucas teve uma boa proposta, mas serviu um peixe cru feito no vapor. Embora a decisão não tenha sido unânime, Tereza ficou com a vitória graças a um pato que Fogaça achou grosso e grosseiro.

Uma competição interessante se fez entre o italiano Stefano e a sommeliere Maria Antônia: um saltimboca de vitelo. Embora o preparo fosse italiano, a brasileira acabou saindo vitoriosa, inovando com uma versão na qual o presunto de parma ia em ambos os lados do preparo.

Em uma competição que intercalava duas duplas, entre salmão e comida caipira, Andressa e Brissa saíram-se vitoriosas, vencendo Débora e Tayane. A última, digital influencer, mostrou-se bastante confusa durante toda a prova.

O que seria a última competição da noite deveria fazer dos grandes camarões as estrelas dos pratos. A batalha foi entre Eliane, filha de cozinheira baiana, e Mariana. O prêmio quase foi para Mariana, arduamente defendida pelo chef Jacquin, porém o camarão com polenta e trufas de Eliane acabou se saindo vitorioso.

Em uma surpresa, cada juiz pode escolher dois participantes para disputar dois aventais. Eram apenas duas vagas para a volta de Gabrie, Aniele, Hugo, Ana Luiza, Eduardo e Mariana. Cada chef apresentou uma cesta com ingredientes para ser escolhidos. Mesmo sem a presença de leite ou creme de leite, quase todos optaram por fazer purês, o que desagradou os avaliadores. Finalizado o tempo, Gabriel (escolhido por Fogaça) sequer conseguiu apresentar um prato, o que deixou o tatuado paulistano bastante aborrecido. Mariana também decepcionou Jacquin, que a escolheu esperando uma volta triunfal. No final, integraram ao grupo de participantes apenas Hugo, que se redimiu do seu bolo de chocolate mal executado e Ana Luiza.

 

 

COMENTE

gastronomiaMasterchefMasterchef BrasilFogaçaPaolaJacquin
comunicar erro à redação

Leia mais: Televisão