Luiza Brunet recusou tratamento com João de Deus: “Graças a Deus não fui”

A atriz participou do Conversa com Bial e revelou que iria tratar de vitiligo com o médium, mas acabou perdendo o interesse

atualizado 24/06/2020 16:50

Luiza Brunet e Pedro BialReprodução/ Globo

Luiza Brunet participou do programa Conversa com Bial nesta quarta-feira (24/6) e revelou que chegou a ser convidada para ir em uma consulta com o médium João de Deus, mas optou por recusar o tratamento.

“Eu tenho vitiligo, que é uma doença de pele que começou quando eu era menina. Inclusive, acho que essa doença apareceu por conta das violências a que assisti, porque a minha imunidade é baixa e tudo isso reflete em algum lugar no corpo”, explicou a modelo, atriz, empresária e ativista de 58 anos. “Então, alguém me sugeriu de ir lá [se tratar com João de Deus] e acabei não indo”, continuou.

Brunet comentou que não teve interesse em encontrar com João de Deus: “Hoje em dia eu falo ‘Graças a Deus’ por não ter ido”. Ela ainda comentou sobre uma pessoa próxima que foi vítima dos abusos do médium: “Logo depois que apareceram as denúncias, uma amiga minha foi procurá-lo justamente para buscar conforto e ele também a machucou”.

0
Documentário

Nessa terça-feira (26/6), o documentário Em Nome de Deus, conduzido por Pedro Bial e a jornalista Camila Appel, estreou na Globo e chocou com relatos de vítimas do religioso, preso pelos crimes sexuais cometidos contra quatro mulheres durante atendimentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia.

Sobre o documentário, Brunet comentou que se emocionou muito com o depoimento de uma das vítimas do religioso. “Realmente esse cara foi longe demais”, afirmou.

Últimas notícias