Globo pediu perdão à Conmebol para transmitir a Copa América, diz site

A emissora teria tentado de diversas maneiras ter o direito de transmissão do torneio que, por fim, ficou a cargo do SBT

atualizado 10/06/2021 11:40

Luís RobertoReprodução

A Copa América Brasil, prevista para começar no próximo domingo (13/6), tornou-se o centro de muitas discussões no país. Entre elas, além da realização ou não em meio à pandemia, está a briga pelo direito de transmissão na TV. Para poder exibir os jogos do torneio, a Globo, que publicou diversas críticas ao torneio, teria chegado a tentar exibir o torneio e buscado apaziguar a relação com Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). As informações foram reveladoas pelo site Notícias da TV. 

Para poder voltar a transmitir torneios organizados pela entidade sul-americana, a Globo chegou a perdir perdão aos cartolas – em inglês, o termo técnico é waiver (renúncia, em inglês). Esse protocolo é exigido porque a emissora está sendo processada pela Conmebol por ter rescindido, em agosto do ano passado, o contrato que lhe dava direito de transmitir a Copa Libertadores da América até a edição de 2022.

A emissora tentou de várias formas ter o direito sobre as imagens do campeonato e, desde o ano passado, estaria insistindo para tal. Chegou até mesmo a participar da concorrência para transmissão da Copa América, mas o SBT venceu e garantiu a exclusividade da exibição dos jogos no Brasil.

De acordo com o site Notícias na TV, em outubro do ano passado, o presidente executivo da Globo, Jorge Nóbrega; e Pedro Garcia, diretor de aquisição de direitos, foram pessoalmente a sede da Conmebol, no Paraguai, para tentar convencer a entidade a desistir do processo pelo rompimento do contrato da Libertadores.

A Globo afirmou que a reunião tratou apenas de assuntos institucionais, contudo, segundo a reportagem, houve tentativas de negociações. Foi feito o pedido de perdão e os executivos da Globo teriam proposto “comprar” a Copa América e adquirir antecipadamente os direitos da Libertadores de 2023 a 2025, que serão licitados apenas no ano que vem. Até 2022, o principal campeonato sul-americano pertence ao SBT.

Jorge Nóbrega teria voltado a contatar a cúpula da Conmebol no início deste ano, mas, novamente sem sucesso. A confederação negou o perdão e manteve a ação judicial pela Libertadores, mas, ainda assim, a Globo participou da concorrência pela Copa América. Contudo, o SBT levou a melhor.

Críticas ao evento

A Globo exibiu uma série de desabafos de jornalistas do esporte, além de matérias em seus jornais, que se mostraram contra a realização da Copa América no Brasil. Todavia, em nota, a emissora nega que seja contra o evento.

“Não é verdade que a Globo se opõe à realização da Copa América ou de qualquer outra competição esportiva. Nosso posicionamento sempre foi o de priorizar a saúde e a segurança das nossas equipes e dos atletas, respeitando as orientações e protocolos das entidades de saúde e dos organizadores”, disse ao Notícias da TV.

Entretanto, nas últimas semanas, jornalistas da Globo, como Galvão Bueno, Walter Casagrande e Luis Roberto, criticaram duramente a realização do campeonato em meio à pandemia que ainda assola o país.

“Isso é uma vergonha. Essa Copa América já não deveria ser realizada. A pandemia interrompeu várias competições mundo afora. Neste momento, é só mais um torneio caça-níquel”, reclamou Luis Roberto.

“O Brasil está numa crise sanitária enorme, e não é por causa do (Rogério) Caboclo que não queremos a Copa América aqui. Ele é outro problema”, comentou Walter Casagrande.

Inicialmente, a Copa América seria realizada na Argentina e na Colômbia. Porém, com a desistência dos dois países, o Brasil virou a sede do torneio, que terá início em 13 de junho.

Quer ficar por dentro do mundo do entretenimento e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos

Últimas notícias