Facebook rebate críticas do documentário O Dilema das Redes, da Netflix

A rede social publicou um longo comunicado, usando sete tópicos para se defender das acusações feitas pelo documentário da Netflix

atualizado 05/10/2020 17:20

Dilema das RedesNetflix

O Facebook se pronunciou sobre o documentário O Dilema das Redes, lançado pela Netflix há algumas semanas e que teve grande repercurssão na web. Na última sexta-feira (2/10), a rede social divulgou um comunicado em sete tópicos criticando o conteúdo do filme.

A empresa de Mark Zuckerberg acusa a obra de dar uma visão distorcida de como as redes sociais funcionam, para, segundo o texto, “criar um conveniente bode expiatório para problemas sociais complexos”.

No longo comunicado, o Facebook tenta desmentir a trama do documentário sobre vício, algoritmos, dados, polarização, eleições, desinformação e a visão de usuário como produto. Usando dados dos últimos anos, a rede social afirma que cria produtos para adicionar valor à plataforma.

Em um dos pontos do texto, o Facebook afirma que o usuário “não é um produto”. A empresa ainda lembrou de suas ferramentas que informam quanto tempo usuário navega na rede social, defendendo assim a ideia de uso saudável.

Nos últimos tópicos, o Facebook assume erro nas eleições norte-americanas de 2016, mas afirma que o documentário não traz os esforços para impedir que pessoas usem a plataforma para interferir em eleições.

Últimas notícias