Entenda por que Anatomia de Um Escândalo é o maior sucesso na Netflix

Minissérie com seis episódios foi lançada na última quinta-feira (15/4) e já figura no Top 2 da plataforma

atualizado 18/04/2022 16:53

Anatomia de um Escândalo Reprodução/Netflix

Lançada pela Netflix na última quinta-feira (15/4), Anatomia de Um Escândalo conquistou o público e chegou ao segundo lugar entre as produções mais assistidas da plataforma no fim de semana. Com o consentimento sexual como tema central, a minissérie de seis episódios é baseada no livro de mesmo nome escrito por Sarah Vaughan e acompanha uma sucessão de escândalos que abalam a elite do Reino Unido.

No enredo, Sophie Whitehouse (Sienna Miller) tem uma vida perfeita com o marido, James (Rupert Friend), um político sucedido e boa pinta, com quem tem dois filhos. Tudo muda quando fatos sórdidos da vida do homem vêm à tona e Sophie passa a questionar se realmente o conhece.

Metrópoles elencou três motivos que explicam o sucesso da trama. Veja:

Discussão importante e necessária

A série aborda uma temática polêmica, de extrema importância e como ela é moldada quando o poder e o privilégio protegem o elo mais forte.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

James vai à juri após ser acusado de estupro por uma mulher com quem já teve uma relacionamento. A narrativa leva o telespectador a se questionar sobre a acusação e refletir, de forma crítica, sobre quais são os limites de uma relação consensual, tema controverso até mesmo para o Judiciário brasileiro.

No ano passado, por exemplo, o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) confirmou em decisão por unanimidade a sentença de 1ª instância que absolveu André de Camargo Aranha, 44, acusado de estupro de vulnerável pela promotora de eventos Mariana Ferrer, 25. No entendimento da promotoria, o empresário não teria como saber que Ferrer não estava em condições de dar consentimento à relação sexual, por estar alcoolizada, e que por isso não houve intenção de estuprar. O argumento levou o termo “estupro culposo” a viralizar nas redes sociais.

Boas atuações e produção de David E. Kelley

Siena Miller, Rupert Friend, Michelle Dockery e Naomi Scott estão ótimos nos papéis principais. Além disso, a série foi criada por dois cineastas de sucesso: David E. Kelley, de Big Little Lies, e Melissa James Gibson, de House of Cards e The Americans. A dupla também assume a produção executiva ao lado de Liza Chasin, Bruna Papandrea, Allie Goss, Sarah Vaughan, e Margaret Chernin. S.J. Clarkson (Jessica Jones, Os Defensores) assume a direção de todos os episódios.

Para maratonar 

Apesar de poucos plots interessantes e alguns efeitos visuais que incomodam o espectador, Anatomia de Um Escândalo é daquelas séries rápidas e fáceis de maratonar. Ainda que apresente um tema denso, o suspense e as reviravoltas prendem a atenção do telespectador, que dificilmente deixará algum dos seis episódios para depois.

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos.

Mais lidas
Últimas notícias