Da vida real à TV: famosos usam paternidade para virarem atores melhores

Malvino Salvador, Caco Ciocler, Helio de la Peña e Lucio Mauro Filho, que estão no ar nas reprises, falam sobre a "profissão de pai"

atualizado 09/08/2020 20:58

Malvino Salvador - Quinzinho - Fina EstampaGlobo/Divulgação

Atores, muitas vezes, trazem suas experiências de vida para o trabalho. Helio de la Peña, Malvino Salvador, Caco Ciocler e Lucio Mauro Filho usaram um momento especial para aprimorarem a técnica de atuação: a paternidade. Os cinco, que já viveram pais na dramaturgia, são unânimes ao afirmar que, após terem filhos, viraram artistas mais completos.

Os cinco atores estão no ar atualmente, nas reprises de novelas que têm dominado a grade da Globo durante a pandemia de Covid-19. “Meu personagem Dr. Peter, em Novo Mundo, não é pai, mas a gente usa muito a memória emotiva. Com a paternidade, acessar algumas emoções na carreira ficou mais fácil. Em todos os níveis: alegria, tristeza, saudade, amor. Desde que meu filho nasceu, virei um ator melhor”, apontou Caco, pai de Bruno Ciocler, 23 anos, e avô de Elis, 2, que estão em Florianópolis.

Em Fina Estampa, Malvino Salvador vive Quinzé, pai de Quinzinho (Gabriel Pelícia). Na época, o ator, que tem três filhas e espera o quarto, mudou sua forma de atuar por conta da paternidade

0

“A gente tem amor por várias pessoas: pais, mulher, amigos, mas por filho é algo que eu, pelo menos, nunca tinha experimentado nada parecido. Para nós, atores, as ferramentas que vamos adquirindo ao longo da carreira têm muito a ver com as nossas vivências. Em Fina Estampa, tinha acabado de ser pai da minha primeira filha e ela tinha se mudado para Brasília depois de 1 ano. Participar das cenas com Quinzinho me confortava de alguma forma”, revela Malvino.

Na quarentena, o ator assumiu a função de cuidar do homeschooling das filhas: “Eu tinha que passar todo o conteúdo com elas, principalmente, para Ayra, que está num processo de alfabetização. Com o isolamento, o contato ficou maior e o vínculo ainda mais forte”.

Via de mão dupla

Lucio Mauro Filho, em Malhação – Viva a Diferença, é Roney, o pai da Keyla (Gabriela Medvedovski) e Gabriel (Luis Galves). Na vida real, ele tem Bento, 16 anos, Luiza, 15, e Liz, 2.

“Minha experiência foi uma via de mão dupla espetacular. Meu personagem em Malhação tinha uma filha de 17 anos, grávida. De cara, já fiz papel de pai e avô junto. Em casa, minha filha já estava com 12 anos. Foi uma experiência além das artes. Havia ali várias lições para a minha vida. Levei muito da minha relação com a minha filha real para a minha filha Keyla, de Malhação”, explicou o ator.

Lucio Mauro Filho
Lucio Mauro Filho como Roney, em Malhação – Viva a Diferença

Helio de la Peña, que recentemente contraiu Covid-19, é pai de Joaquim, 28 anos, João, 18, e Antonio, 16. Mas em Totalmente Demais vive Zé Pedro, que tem Maria (Juliana Louise) e João (Leonardo Lima Carvalho) como filhos.

Hélio e os “atores filhos” mantêm contato até hoje, mas, sua relação com os filhos “reais” também mudou. “É natural que a gente queira ser sempre melhor. Dosar autoridade com afeto, o papel do pai e o papel do educador. E educador nem sempre é ser o brother da galera. Mas acho que nós, pais modernos, temos que pedir menos elogios, valorizar menos o que fazemos”, conclui.

Últimas notícias