Cenas de sexo e crise: André Lamoglia conta mais sobre Ivan em Elite

O ator André Lamoglia volta em sua segunda temporada de Elite com desafios maiores e reforça a importância da representatividade na tevê

atualizado 17/11/2022 19:57

homem de uniforme escolar cinza posa sorrindo - Metrópoles Foto: Instagram/Reprodução

André Lamoglia está de volta na sexta temporada de Elite, série espanhola da Netflix que traz novos episódios ao streaming neste dia 18 de novembro. O brasileiro estreou na quinta temporada da produção e conquistou o público ao redor do mundo pelo talento, mas também pela beleza tropical. Agora, ele apresenta um Iván que entende melhor o que sente, mas viverá desafios intensos.

“Iván vai mostrar ainda mais camadas de sua personalidade e muito disso por uma situação que ele vai passar. Não posso dar spoilers, mas será a mais triste de sua vida”, revela o ator que não esconde a empolgação em apresentar um outro lado do personagem. “Para mim, como ator, é uma oportunidade absurda e estou muito feliz com a confiança que recebi. Não apenas quando consegui o papel, mas no desenvolvimento do mesmo”, completou.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

O personagem trouxe também novas experiências para o ator de 25 anos. Em conversa com o Metrópoles, ele relata que foi a primeira vez que fez cenas de nudez e sexo e chegou a se preocupar no começo. “Depois deixou de ser uma questão, [porque] é mais uma cena para contar a história do personagem. E é um ambiente de total profissionalismo, onde não há espaço para tabu”, relatou. 

Representatividade em Elite 

Outro lado marcante do personagem de Lamoglia é o fato dele ser bissexual. Na quinta temporada, Iván descobre que, além de mulheres, também sente atração por rapazes. Criado em um ambiente machista pelo pai, que esconde a bissexualidade por ser jogador de futebol, ele tem dificuldades em assumir a própria identidade. Mas, no fim, se entrega à atração que sente por Patrick (Manu Ríos).

Ele não é o único a viver esse momento de descoberta na trama, que também traz Mencía (Martina Cariddi) descobrindo desejos e sentimentos por Rebeca (Claudia Salas). Além de Omar (Omar Ayuso), que apresentou já na primeira temporada um gay muçulmano que enfrenta dificuldades em casa por conta da sexualidade. 

“É um privilégio poder participar de uma trama que, além do sucesso que é, traz consigo visibilidade para jovens LGBTQIA+. Representatividade é um assunto urgente e deveria ser pauta importante pra todos, não apenas para aqueles que fazem parte da comunidade”, analisa o brasileiro. 

É do Brasil!

Apaixonado pelo país onde nasceu, André Lamoglia se aventura ao redor do mundo para seguir a carreira de ator e sempre carrega na memória suas maiores saudades do Brasil: família, amigos e praias. O trabalho, que ele escolheu ainda criança e começou oficialmente aos 15 anos, foi inspirado pelo irmão, Victor (Ninguém Tá Olhando).

“Quando ele fazia as peças, eu sempre estava assistindo. Pedia para ir com ele para as apresentações que ele tinha, queria estar ali vendo tudo”, lembrou. 

A vontade fez ele entrar em um curso de teatro no Tablado, famosa escola de improvisação do Rio de Janeiro. Ali, a estrela da Netflix estudou, subiu aos palcos, fez os primeiros testes e conquistou papéis profissionais. Agora, ele vai além do teatro e adianta, sem revelar o próximo passo da carreira, que, em breve, estará de volta aos estúdios de gravação.

Mais lidas
Últimas notícias