*
 

A comediante Dani Calabresa topou o desafio de substituir a comediante Adriana Nunes no próximo espetáculo do Melhores do Mundo na capital federal: Misticismo. A atriz brasiliense está fazendo uma pesquisa em Portugal e não poderá participar das apresentações.

“A Dani é muito talentosa e engraçada, e aceitou o convite prontamente. Estamos fazendo isso, convidando atores de fora para se apresentar conosco. No espetáculo de Salvador do Hermanoteu, por exemplo, convidamos o Luiz Miranda. É uma vivência muito legal poder experimentar o roteiro com atores diferentes”, comenta Victor Leal, comediante do grupo.

Casa cativa dos espetáculos do grupo Melhores do Mundo, o Teatro Nacional encontra-se fechado e sem previsão de reabertura. A equipe de comediantes não se desanimou: vão aproveitar a temporada de 2018 para ocupar o anfiteatro do Museu Nacional, que tem 700 lugares. “O Museu é um espaço muito legal e essa é uma forma das pessoas conhecê-lo, muita gente chega antes para ver como é lá dentro”, descreve Leal.

Embora o espetáculo Misticismo tenha sido escrito em 1999, ele é tudo menos datado. O roteiro vai se atualizando de acordo com a situação política pela qual o Brasil passa. “Hoje, então, tem muito mote. Vamos replicar a briga do Barroso, por exemplo. E daqui até sábado com certeza vai acontecer mais coisa que vai virar piada no espetáculo”, garante o ator.

Para o comediante, a crítica política e social são deveres da profissão. “Fazemos um tipo de teatro que não é respeitado. Mas é um espetáculo com crítica social muito forte. A pessoa vai para dar risada, de guarda baixa, e a gente pega pesado. Falamos mal até de quem a gente gosta. Com o país passando por um momento como o atual, é um prato cheio para fazer piada e apontar tudo que não funciona”, explica Leal.

Misticismo
Sábado (7) às 21h e domingo (8) às 20h, no Museu Nacional Honestino Guimarães (Esplanada dos Ministérios, SCS, Lote 2). Ingresso: R$ 40 (preço de meia-entrada). Não recomendado para menores de 14 anos.