Artistas cobram a instalação de Memorial Renato Russo

Idealizadores aproveitarão a data do aniversário de Renato Russo para chamar a atenção quanto a diversos espaços que continuam fechados

atualizado 27/03/2019 12:21

Bernardo Scartezini/ Especial para o Metrópoles

Renato Russo, um dos maiores nomes da música que saíram de Brasília e brilharam no cenário nacional, faria aniversário nesta quarta-feira, 27 de março. Trabalhadores do setor cultural e artistas locais aproveitarão a data para realizar um ato em defesa da cultura da capital.

Entre as reivindicações, a blindagem do FAC (Fundo de Apoio à Cultura) e chamar a atenção para diversos espaços que continuam inoperantes, como o Teatro Nacional, a Biblioteca Demonstrativa e o MAB (Museu de Arte de Brasília).

“Fico muito triste de saber que a cultura de Brasília anda abandonada. Eu cresci nesta cidade e vi o movimento do Rock Brasília 80 meter o pé na porta e conseguir projeção nacional. O mínimo que se espera é o reconhecimento disso. Um lugar como o Teatro Nacional estar fechado é revoltante”, afirmou o ator brasiliense Maurício Branco.

Em parceria com Paulo Castelo, idealizador do movimento Memorial Renato Russo, Maurício Branco vai ajudar a angariar objetos pessoais do celebrado cantor da Legião Urbana para o Espaço Cultural Renato Russo, que estava fechado desde 2013 e foi revitalizado no ano passado.

“Que bom que o espaço que leva o nome do meu amigo Renato está de volta. Muitos artistas brasilienses que se projetaram tiveram passagem por lá. É um lugar de grande relevância para a cidade. Quando o Paulo me disse que estava coletando objetos para enriquecer o lugar, resolvi ajudar porque o legado deixado por Renato vai além da música. Cultura e educação eram bandeiras por ele levantadas e são o que mais precisamos, especialmente nos tempos atuais”, disse Maurício.

Ato em defesa da cultura do DF
Terça-feira, 27/3, a partir das 9h. Concentração: Praça da Câmara Legislativa do DF

Últimas notícias