*
 

Durante uma conferência com investidores na última terça-feira (27/2), o diretor financeiro da Netflix, David Wells, disse que a empresa pretende gastar US$ 8 bilhões (cerca de R$ 26 bilhões) em produções originais só em 2018, somando aproximadamente 700 séries e especiais na plataforma de streaming.

Segundo Wells, o alto investimento se justifica porque a base de usuários da plataforma aumenta quanto mais séries originais e de qualidade eles produzem. “Vamos continuar a criar conteúdo, está funcionando e gerando crescimento”, disse ele, segundo a revista Variety.

Wells também afirmou que a empresa não vê um limite para gastos em produções originais e que, com 117,6 milhões de assinantes mundialmente, ainda há muito espaço para crescer. A contratação de Shonda Rhimes e Ryan Murphy evidencia o comprometimento da plataforma em criar conteúdo de qualidade, disse ele.

O diretor financeiro da plataforma também afirmou que, das 700 produções, 80 serão em línguas estrangeiras, como a alemã Dark e a brasileira 3%. Em contato com o E+, a assessoria de imprensa da Netflix confirmou seis criações brasileiras: a segunda temporada de 3%, as estreias de O Mecanismo, Samantha!, Coisa Mais Linda e os especiais de comédia de Rafinha Bastos e Edmilson Filho.