Na Praia oferece dia de lazer a 2 mil crianças de escolas públicas

Na manhã desta terça-feira (16/8), 500 crianças de 10 escolas do Gama curtiram com os pés na areia e aprenderam mais sobre sustentabilidade

atualizado 16/08/2022 14:01

Lucas Las-Casas - Na Praia

Com direito a oficinas de instrumento musical a partir de lixo reciclável, acervo com espécies em extinção, gincanas e peça teatral com o grupo de teatro Neia e Nando, o projeto Na Praia Social, em parceria com a Secretária de Educação, proporcionou uma manhã de lazer para crianças de 10 escolas públicas do Gama.

O Na Praia Parque de Experiências tem encantado a cidade com sua estrutura física e clima praiano. Dentro da proposta de promover a inclusão e democratizar o acesso do espaço, entre esta terça e quarta-feira (16 e 17/8), o local irá receber 2 mil alunos da rede pública de ensino para atividades de lazer e educação.

Nesta manhã, 500 crianças que, provavelmente, não teriam condições de ter acesso ao local como pagantes, já brincaram com os pés na areia e se encantaram com a estrutura da praia brasiliense. Isadora, de cinco anos, disse que “amou” a experiência. “Minha coisa preferida foi o laguinho. Também adorei brincar na areia”, contou a menina.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

 

Para a professora Rejane Campos, de 49 anos, 26 deles dentro de sala de aula, essa foi uma oportunidade única. “Eu amei a iniciativa. Acredito que seja necessário que mais crianças tenham essa oportunidade. Talvez seja a primeira e única vez que eles venham em um espaço assim”, revelou.

“O Na Praia Social existe desde 2015, desde a primeira edição do evento. Essa é a nossa forma de abrir as portas para a cidade”, conta Francisco Nilson Moreira, diretor de Sustentabilidade, Educação e Novos Negócios do Grupo R2. “Isso transforma a vida de uma pessoa. Já vi inúmeras vezes crianças e até adultos chegarem no Na Praia e chorarem de emoção porque nunca tinha visto uma praia na vida”, revelou.

As crianças e adolescentes de até 14 anos foram divididas em grupos de 500 pessoas e passarão um turno no complexo durante esses dois dias. “Eu adorei a praia e até fiz um chocalho com pedras e uma garrafa de água”, contou Maria Eduarda, de seis anos, aluna da Escola Classe 29 do Gama.

Mais lidas
Últimas notícias