Pussy Riot vem a Brasília para o Festival Bravas Brasil

As russas ficaram internacionalmente conhecidas pelas suas manifestações políticas em forma de shows "estilo guerrilha"

DivulgaçãoDivulgação

atualizado 07/11/2019 11:42

A banda russa Pussy Riot invade Brasília no dia 13 de novembro como o destaque do Festival Bravas Brasil. O evento tem o objetivo de conscientizar sobre a importância de proteção à vida das mulheres e combate à violência. Os espetáculos ocorrem das 19h à 0h, no Complexo de Contêiner YURB.

As russas ficaram internacionalmente conhecidas pelos seus protestos em forma de shows na Rússia. Ainda por cima, diversas de suas integrantes já foram presas por manifestações que visam sempre defender os direitos humanos e especialmente os direitos das mulheres. Essas credenciais as colocam como as convidadas ideias do evento voltado a celebrar a Luta Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher.

A programação conta ainda com a banda Romanov, o coletivo de grafiteiras Matildas, a banda Batalá e discotecagem com a DJ Vivi Seixas, além de performances, feirinha e um espaço zen.

A banda

A manifestação mais famosa do grupo foi na Catedral de Cristo Salvador de Moscovo em 2012, onde Nadezhda Tolokonnikova e Maria Alyokhina foram presas e acusadas de vandalismo motivado por intolerância religiosa. Dias depois, Yekaterina Samutsevich também foi presa por conta do protesto. Vladimir Putin, um dos maiores alvos da banda, declarou que elas haviam “solapado os fundamentos morais” da nação. Enquanto estavam detidas, as integrantes também alegaram ter sofrido tratamento cruel das autoridades.

Em 2013, elas foram liberadas por conta de uma anistia geral concedida por Putin em homenagem ao 20º aniversário da constituição da Rússia pós-soviética. O evento também libertou diversos outros presos políticos notáveis, como Mikhail Khodorkovsky e membros do Greenpeace.

Festival Bravas Brasil – em defesa da vida das mulheres
Na quarta-feira (13/11/2019) das 19h às 00h no Complexo de Contêiner YURB (SCES Trecho 2). Entrada franca (mediante a doação de 1kg de alimento não perecível). Não recomendado para menores de 18 anos

Últimas notícias