Pabllo Vittar processa Serasa por insinuar dívida com Anitta

A drag queen pede indenização de R$ 120 mil contra a empresa, que usou de um boato sobre uma dívida de US$ 70 mil para fazer propaganda

anitta e pabllo capaReprodução/Instagram

atualizado 03/04/2020 17:34

A cantora Pabllo Vittar entrou com ação no Tribunal de Justiça contra o Serasa por insinuar uma dívida de US$ 70 mil, cerca de R$ 372 mil, com Anitta. A drag queen pede indenização de R$ 120 mil contra a empresa. As informações são do portal UOL.

Advogados de Pabllo alegam que o Serasa se aproveitou de rumores da internet para criar uma narrativa fantasiosa com o intuito de ampliar a visibilidade de um serviço de crédito da empresa. Ambas as cantoras negam a existência da dívida.

Em seu Instagram, o Serasa publicou uma ilustração com a chamada: “Devendo 70 mil dólares para uma cantora?”. Na legenda, escreveu: “Usou o cartão da amiga para pedir um jatinho e não conseguiu pagar? A solução está aqui: Serasa Limpa Nome”.

Mesmo que a publicação não use a imagem de Pabllo, advogados alegam que o conteúdo divulgado faz associação com boatos de que a drag queen estaria devendo dinheiro para Anitta. Nos comentários da publicação, inclusive, internautas ligaram a imagem ao boato das funkeiras.

Anitta até comentou a publicação, dizendo que achava triste que alguém fizesse piada com um problema tão presente entre os brasileiros.

Entenda

Boatos circularam nas redes sociais de que a drag queen não teria arcado com custos operacionais do clipe Sua Cara, que Pabllo e Anitta gravaram juntas no deserto do Saara.

Em um áudio atribuído a Anitta no Whatsapp, a funkeira comenta que seria preciso desembolsar US$ 70 mil para as despesas operacionais ao Marrocos e que estaria irritada com Pabllo Vittar. Na Justiça, Pabllo informou, por intermédio de seus advogados, que arcou integralmente com suas despesas para o clipe.

A situação piorou quando Pabllo e Anitta mostraram distanciamento e troca de farpas na internet. Anitta, porém, afirmou que jamais disse que “alguém devia dinheiro”, e o áudio teria sido apenas um desabafo.

0
Defesa

O Serasa contestou a ação de Pabllo dizendo que a própria cantora brincou com a situação durante um show. Além disso, alegou à Justiça que “a parte Autora não teve seu nome ou imagem vinculados à postagem” e que “não teve qualquer interesse em atingir a honra objetiva ou subjetiva de quaisquer pessoas”.

“De um lado, a parte autora [Pabllo] faz piada e humor com o episódio e, de outro, para beneficiar-se financeiramente, aduz que o post lhe causou enormes dissabores”, diz trecho do processo.

Últimas notícias