metropoles.com

Músico brasiliense Bilia da Silva morre aos 62 anos

Fundador do grupo Natyê nos anos 1990, o violonista deixa um legado para a cena cultural do Distrito Federal

atualizado

Compartilhar notícia

Arquivo Pessoal
Foto colorida de um homem negro de chapéu preto, camisa preta, blusão azul em um palco tocando violão - Metrópoles
1 de 1 Foto colorida de um homem negro de chapéu preto, camisa preta, blusão azul em um palco tocando violão - Metrópoles - Foto: Arquivo Pessoal

José Maria da Silva, conhecido musicalmente como Bilia da Silva, morreu aos 62 anos no último domingo (17/9). O músico, renomado no Distrito Federal, passou mal enquanto dormia na casa de um amigo. Apesar da morte ter sido constatada pelos amigos, que tentaram reanimar o instrumentista, a família ainda aguarda a emissão do atestado de óbito para saber a real causa da morte.

Bilia ficou conhecido na capital federal nos anos 1990, quando fundou o grupo musical Natyê, ao lado da poeta Margô Oliveira. “Era aquele amigo maluco, com jeito brincalhão. A gente não conseguia ficar sem rir perto dele. Tinha umas tiradas muito geniais”, recordou a amiga ao Correio Braziliense.

0

O corpo de Bilia será velado nesta terça-feira (19/9), a partir das 10h, no Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul. O artista deixa a esposa Rejane Pitanga, cinco filhas e cinco netos.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comEntretenimento

Você quer ficar por dentro das notícias de entretenimento mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações