Marrone rebate críticas: “Não entendem a função da segunda voz”

Ao lado de Bruno, o cantor desembarca na capital para show de abertura do Funn Festival – Viva os Sentidos, neste sábado (19/5)

atualizado 18/05/2018 21:27

Rubens Cerqueira/Divulgação

Há pelo menos 17 anos – desde o estouro nacional de Dormi Na Praça, em 2001 – Bruno & Marrone consegue manter em evidência o repertório romântico da dupla. O início da trajetória dos goianos no universo sertanejo, porém, é muito anterior. Neste sábado (19/5), às 19h, os cantores trazem a Brasília parte dessa história, com a apresentação do DVD Ensaios – projeto intimista lançado em outubro passado. O show integra a programação musical de abertura do Funn Festival – Viva os Sentidos, evento realizado no estacionamento 4 do Parque da Cidade, até o dia 24 de maio.

Ensaios é o último de uma lista de 23 álbuns, entre LPs e CDs, nove DVDs e três coletâneas. De acordo com Bruno, as 21 faixas inéditas revelam a nova fase da dupla. “Você pode observar que a melodia do DVD tem a nossa característica, acústica, mas as letras ganharam uma nova roupagem, mais atual”, define Bruno.

O disco segue o caminho bem-sucedido que rendeu aos artistas prêmios como o Grammy Latino de 2002 – primeiro DVD de Ouro da história da música sertaneja do Brasil –, com Acústico ao Vivo. E, por duas vezes, o Crowley Best – música mais tocada nas rádios – com o recorde de execução de Dormi na Praça, em 2001, e de Vidro Fumê, em 2013.

No show em Brasília, o público poderá conferir desde hits novos, como Na Conta da Loucura e Enquanto Eu Brindo Cê Chora — juntos, somam mais de 114 milhões de views —, a composições antigas que marcaram a história dos sertanejos. “Dormi na Praça foi uma música muito importante na nossa carreira, os fãs sempre pedem e não tem como negar”, adianta Marrone.

 

Divulgação
Bruno e Marrone se conheceram em 1986, apresentados pelo também cantor sertanejo Leonardo


Colados na tendência, mas sem perder a essência…
Com mais de 30 anos de estrada, Bruno & Marrone é uma das duplas que melhor soube se reinventar. Prova disso é a evolução de uma sonoridade raiz com altas doses de bolero para uma versão mais madura das baladas universitárias. “O sertanejo passou por diversas fases, mas a essência da música caipira, da moda boa, tem de continuar”, acredita Marrone. 

A dobradinha bem-sucedida com Marília Mendonça, na canção Transplante, endossa o pensamento do músico. A mistura da juventude da Rainha do Feminejo com a experiência dos veteranos rendeu ótimos resultados. Além de permanecer no topo das gravações mais ouvidas durante semanas, a faixa ultrapassou a marca de 93 milhões de visualizações no YouTube.

“Foi um privilégio gravar com a Marília e essa canção ganhou o Brasil”, afirma Bruno. Ele considera importante o atual destaque das mulheres no segmento. “Sempre apoiamos e prestigiamos a presença feminina no meio musical. Desde as pioneiras até as mais novas, que chegaram com muita competência e talento”, completa.

Críticas
Cantando ao lado de Bruno desde 1986, Marrone é recorrentemente vítima de comentários negativos a respeito de sua voz, ou da falta dela. “Eu não me incomodo. Essas críticas vêm de pessoas sem nenhuma noção da real função de um backing vocal. A voz que tem de brilhar é a do Bruno”, pondera Marrone, que, munido de sanfona ou violão, mostra-se instrumentista virtuoso.

Dono de um vocal potente, Bruno também se entristece com as agressões verbais direcionadas ao parceiro de palco. “Infelizmente, muitas pessoas não conhecem como funciona uma dupla”, explica. Segundo ele, a voz de Marrone é um suporte perfeito para o seu timbre. “Poucos conseguiriam fazer essa função com tanta perfeição como o Marrone”, elogia.

Bruno & Marrone, Zeh Pretim e Vini & Lucas
Neste sábado (19/5), a partir das 19h,  na Funn Festival – Viva os Sentidos (estacionamento 4 do Parque da Cidade). Ingressos: R$ 160 (feminino) e R$ 180 (masculino). Valores referentes à meia-entrada e sujeitos a alterações sem aviso prévio. Informações: 3364-4730. Não recomendado para menores de 18 anos

Mais lidas
Últimas notícias