Cleiton & Camargo diz dever carreira a Roxette: “Estamos órfãos”

De acordo com os sertanejos, Na Hora de Amar, versão em português de Spending My Time lançada em 1998, mudou a carreira da dupla

atualizado 10/12/2019 18:33

BRIAN RASIC/WIREIMAGE

O anuncio da morte da vocalista Marie Fredriksson, nesta terça-feira (10/12/2019), pegou os fãs da banda Roxette de surpresa. Entre os admiradores brasileiros, está a dupla sertaneja Cleiton & Camargo, que se tornou reconhecida nacionalmente em 1998, com o lançamento do single Na Hora de Amar – versão em português de Spending My Time.

“Estamos órfãos, perdemos Marie Fredriksson, aos 61 anos, vocalista da banda Roxette. Foi por admirar essa cantora que tive a ideia de fazer a versão de Spending My Time, que se tornaria conhecida no Brasil como Na Hora de Amar. Fomos muito abençoados com essa versão. Fica aqui meus sentimentos e gratidão por terem me influenciado a aprender a fazer a boa música de qualidade”, disse Cleiton, em publicação no Instagram.

Marie Fredriksso morreu nesta segunda-feira (09/12/2019), aos 61 anos, após 17 de batalha contra um câncer no cérebro. A cantora foi diagnosticada em 2002 com um grave tumor. O tratamento foi agressivo e Marie sofreu alguns danos permanentes no cérebro. Ela perdeu a capacidade de ler, contar, a visão no olho direito e teve os movimentos do lado direito de seu corpo afetados.

Em 2009, ela conseguiu retornar aos palcos. O trabalho resultou em novos álbuns e turnês. Porém, em 2016, os médicos de Marie a aconselharam a parar de trabalhar nos palcos e se concentrar em sua saúde.

Últimas notícias