*
 

Aos 9 anos, Rebecca Rangel chama atenção. Ou melhor, a DJ Rivka — nome dela em hebraico — atrai olhares. Afinal, não é comum ver uma criança no comando das picapes. Com pouco mais de um ano de carreira, ela foi apadrinhada pelo veterano Sony e mandou um som no Na Praia. Desde então, toca em festas privadas e baladas, sempre acompanhada da mãe, Valesca Rangel, 42.

Apaixonada por house music, Rivka fala com autoridade sobre a profissão. Trabalha com repertório variado, de acordo com o estilo da festa.

Eu elaboro uma playlist diferente para cada lugar onde vou me apresentar. Se for um restaurante ou shopping, faço um set mais calmo. Em festas e shows de adultos, toco mais house e outras vertentes da música eletrônica. Para crianças, escolho músicas que todo mundo conhece. Eu só não toco Xuxa. Nunca. De jeito nenhum"
Rivka

A mãe da DJ é uma das responsáveis pelo interesse precoce na música eletrônica. “Ela escuta essas batidas desde que estava na minha barriga. Durante a gravidez, curti muito a Love Parade de Berlim”, resume. “A Rebecca nunca gostou de músicas infantis de princesas Disney. Sempre preferiu ouvir house“, conclui.

As incursões da menina no mundo eletrônico renderam encontros memoráveis. Rebecca já esteve com Alok, Bhaskar, o youtuber Whinderson Nunes e a cantora Anitta. No futuro, a menina deseja conhecer o francês David Guetta e o holandês Tiesto.

Agora, suspiros mesmo ela solta quando cita o nome da cantora Pabllo Vittar. “Meu sonho é conhecê-la pessoalmente. Acho que estou muito perto de realizar esse desejo”, planeja.

Youtuber de sucesso
Há apenas um ano, Rebecca queria desabafar sobre bullying no colégio. Pegou o computador da mãe e resolveu criar um canal no YouTube. Em pouco tempo, reuniu 7 mil seguidores no Rebecca AG.

Nos vídeos, há espaço para tudo: cotidiano, música, moda, cabelo e maquiagem. As dicas, é claro, são condizentes com a idade de Rebecca, e incluem novos brinquedos e outros assuntos do universo infantil. O review do hand spinner, jogo febre entre os pequenos, conta com 117 mil visualizações.

Temas mais sérios também aparecem no canal, reunidos na hashtag #Rebecaajudavoce. “As crianças que sofrem bullying precisam falar com o pai e a mãe. Eles vão saber o que fazer”, aconselha a menina.

Baladinha Teen
Nesta quinta-feira (12/10), no Boulevard Shopping,
das 16 às 19h. Entrada franca. Classificação indicativa Livre

 

 

 

COMENTE

housedj alokPabllo Vittarrebecca rangelRivka
comunicar erro à redação