*
 

O sucesso de “Sua Cara” marca, definitivamente, a consagração de Anitta no mercado internacional. A parceria com o DJ e produtor Diplo e a brasileira Pabllo Vittar pode, ao que tudo indica, ir parar no palco do Video Music Awards 2017. O feito não é pouca coisa. A trajetória da estrela nacional segue caminho similar ao de uma outra diva da América do Sul: a colombiana Shakira.

As duas têm mais em comum do que a gente pensa. Assim como Anitta, Shakira primeiro consolidou seu reinado no mercado nacional. Aos poucos foi conquistando espaço nos Estados Unidos e na Europa. Nos anos 1990, era difícil pensar que a colombiana que vivia em programas de televisão do Brasil conquistaria o mundo. Mas ela conseguiu.

Metrópoles preparou um comparativo da trajetória das duas artistas. Shakira e Anitta começaram a cantar com 8 anos de idade. Uma coincidência e tanto. A colombiana, que fala fluentemente português, inglês, francês e espanhol, escreveu sua primeira música quando ainda era uma criança. A funkeira brasileira iniciou a trajetória longe do pancadão, em um coral da igreja na periferia do Rio de Janeiro.

Dificuldade como combustível
Outra coisa que as duas popstars compartilham é a infância pobre. A família de Shakira chegou a bancarrota, perdendo tudo que tinha na pequena casa na cidade de Barranquilla, na Colômbia. Anitta era uma garota da periferia carioca, apesar de não ter passado fome, viva sem luxo em uma quitinete.

A cantora de “Hips Don’t Lie” lançou o primeiro disco aos 13 anos, mas não emplacou. Foi em 1995, com o disco “Pies Descalços”, que começou a ter sucesso. “Acho que, se você continuar esfregando a lâmpada, os gênios devem aparecer em algum momento. Essa foi a minha experiência ao longo dos anos”, disse à imprensa internacional.

A intérprete de “Paradinha” começou como MC Larissa (seu nome original). Em palcos improvisados dos bailes funk do Rio de Janeiro, a cantora iniciou a trajetória que explodiria com o sucesso nacional “Show das Poderosas” e contrato assinado com a Warner Music. De lá para cá, Anitta tornou-se a gerente da própria carreira. Até agora, faz isso muito bem.

 

Do you speak english?
Aprender uma outra língua é o primeiro passo para ganhar novas fronteiras. Shakira depois de seu grande sucesso com “Pies Descalzos”, decidiu se mudar para Miami e ser direcionada por Glória Estefan: uma das primeiras latinas a ganhar o mercado norte-americano. Da parceria, surgiu o disco “Laundry Service” (2001).

Anitta fez aulas de inglês e de espanhol. Diferentemente de Shakira, entrou no mercado norte-americano com uma música em espanhol. A escolha faz mais sentido, devido ao crescente número de latinos nos EUA. Nesse meio do caminho, assinou com o escritório Shot Studios, responsável por gerenciar a carreira de várias celebridades.

Também fez parcerias importantes. Além de Diplo, uniu-se a Iggy Azalea (“Switch”), Maluma (“Sim ou Não) e J Balvin. “Paradinha”, por exemplo, surfa no bom momento do pop latino, graças ao fenômeno do reggaeton “Despacito”.

Anitta terá o mesmo sucesso de Shakira? Difícil de dizer. Porém, é inegável que a brasileira está seguindo direitinho o caminho trilhado pela colombiana.

 

 

 

 

COMENTE

anittashakira
comunicar erro à redação

Leia mais: Música