Mulher tatua rosto de Jeffrey Dahmer, é detonada e explica desenho

Britnee Chamberlain disse que não se arrepende do desenho e explicou o motivo de ter feito desenhos de Dahmer e Ted Bundy na perna

atualizado 29/09/2022 11:22

Australiana tatua rosto de Jeffrey Dahmer Reprodução/ Instagram

A australiana Britnee Chamberlain foi detonada nas redes sociais após mostrar sua nova tatuagem com o rosto do serial killer Jeffrey Dahmer. Ao Daily Star, no entanto, a mulher de 28 anos disse que não se arrepende do desenho.

O desenho em questão mostra o rosto de Jeffrey Dahmer com a frase: “Se você não pode vencê-los, pode comê-los”. O assassino de Milwaukee, nos Estados Unidos, ganhou notoriedade após a Netflix lançar a série Dahmer: O Canibal Americano, que mostra os 17 crimes cometidos pelo serial killer.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Na terça-feira (27/9), Britnee, apaixonada por histórias de assassinos em série e também tem um desenho do rosto de Ted Bundy na perna, defendeu a liberdade de expressão e precisou bloquear seu perfil na plataforma por conta da repercussão negativa.

“Espero que você saiba que não precisa explicar suas escolhas para ninguém. Espero que você saiba que as pessoas raramente entenderão por que você faz as coisas que faz, porque elas nunca estiveram no seu lugar. Em termos leigos, ter a liberdade de ser quem você é”, escreveu.

Ao Daily Star, a australiana explicou que não concorda com os atos do canibal e contou o motivo que a levou a tatuar o rosto de Dahmer: “Isso não quer dizer que eu imagino as coisas da maneira que ele fez. Mas, metaforicamente falando, é sobre não se sentir perseguida e derrotada pelos outros, não importa o quão difícil sejam as coisas para você.”

“Eu não tolero os crimes hostis de serial killers de qualquer maneira. Estou simplesmente intrigada sobre por que eles fazem isso. Há tantos fatores contribuintes, como sócio-ambientais, biológicos e psicológicos que incentivam ou resultam em uma atuação criminosa da maneira como eles fazem”, completou a mulher, que também tem o rosto do serial killer Ted Bundy, responsável pela morte de 30 mulheres, tatuado na perna.

“Milhares de pessoas a cada ano tatuagem personagens fictícios, como Hannibal e Freddy Krueger. Eles são todos assassinos em série, mas esse retrato é aceito por não ser real”, concluiu a australiana.

Mais lidas
Últimas notícias