*
 

O diplomata Rômulo Neves lança na terça-feira (20/9), a partir das 19h, no Café Objeto Encontrado, o livro de poemas “Terminal”. Haverá também uma prévia do lançamento, na Feira de Literatura do Ernesto Café, na 115 Sul, neste sábado (17/9), das 15h às 21h.

A obra reúne parte da produção escrita desde 1999, além de ilustrações e fotografia de autoria de Neves. “Não é tudo que eu escrevi que está publicado. Se eu fosse colocar tudo, teria material para mais dois livros do tamanho de ‘Terminal’. Fiz uma seleção, da qual dos primeiros anos poucos poemas sobreviveram. Sempre fui mais crítico com a minha própria obra do que com a obra dos outros”, conta o autor.

“Terminal” tem 136 páginas divididas em seis seções: Egos, Eros, Ecos, Êxodos, Ethos e Elos, que tratam respectivamente da construção da personalidade, da sexualidade, do diálogo com outros poetas, do diálogo com o espaço, de situações do cotidiano e da relação com a própria literatura.

Apesar da divisão, os fins são apenas didáticos. Neves segue a mesma linha de escrita, mas admite que amadureceu na produção. “Mudei e aprendi novas formas de ver e de abordar os temas. Mas minha essência permanece desde o início”, reflete o escritor.

Escrever é uma alternativa de como olhar a realidade. Faço esse exercício cotidianamente: deixar aberta uma portinha de histórias e pensamentos alternativos para encarar a vida."
Rômulo Neves

Juntamente com “Terminal”, Neves lança o selo Angaturama, pelo qual deve coeditar obras de poesia, contos, crônicas e romance de outros autores. O objetivo do novo selo é selecionar escritores e realizar um trabalho de lapidação de texto, além da republicação da obra.

Reprodução/FacebookO autor
Rômulo Neves nasceu em Anápolis (GO), em 1977. Como diplomata, morou na Venezuela, Suriname e Etiópia. É Mestre em Sociologia pela USP e em Diplomacia pelo Instituto Rio Branco. Foi jornalista na Folha de São Paulo e na Gazeta Mercantil. Atualmente, além de seu trabalho como diplomata, apresenta o programa Jazz Brasil, transmitido pela Rádio Nacional, em Brasília, e pela Rádio MEC/FM, no Rio, e mantém a coluna de literatura Dedo de Prosa no Metrópoles.

O livro será lançado também em São Paulo, em 1º de outubro, às 14h30, no Centro Cultural Tapera Taperá, na Galeria Metrópoles, ao lado da Biblioteca Mário de Andrade; e no Rio de Janeiro, em 11 de outubro, a partir das 18h, no bar Anexo Munganga, que funciona no casarão onde morou Machado de Assis, na Rua da Lapa.

Veja um dos poemas do livro:

Pranto

I

Era tão duro,
que, em vez
de lágrimas,
eram grãos
de sal,
que lhe
desciam
dos olhos

II

Na linha de produção,
enquanto uma lágrima
escorre,
a outra
escolhe
o olho
para descer

Lançamento do livro “Terminal”
Sábado (17/9), a partir das 15h, no Ernesto Café (115 Sul); e terça (20/9), a partir das 19h, no café Objeto Encontrado (102 Norte, Loja 56, 3081-8383). Entrada franca.

 

 

COMENTE

literaturaRômulo Neves
comunicar erro à redação

Leia mais: Literatura