Editora lança publicações de mulheres artistas de Brasília

Obras terão edição limitada e serão vendidas pela internet

atualizado 15/10/2020 9:48

Michelle Bastos - Editora EstrondoRaquel Camargo

Protagonismo feminino em cena! As artistas visuais de Brasília Andresa Augstroze, Isabella Atayde e Lua Cavalcante terão suas publicações lançadas nesta quinta (15/10), às 17h, no Instagram @editoraestrondo. As obras têm edição limitada a 100 exemplares cada, e estarão à venda por e-mail e pela rede social da editora pelo preço único de R$35, cada.

A publicação dos fotolivros é resultado da convocatória realizada pela editora que selecionou 10 projetos de artistas mulheres que têm na fotografia sua principal linguagem. Os trabalhos foram selecionados por meio de um júri formado pela curadora independente Cinara Barbosa (Brasília-DF) e a fotógrafa Elza Lima (Belém – PA). Cada projeto recebeu um prêmio em pecúnia de R$ 1 mil.

Os três primeiros livros editados e publicados pala casa editorial dedicada à publicação de autoras mulheres foram lançados em março de 2020. Até o final do ano, os próximos quatro projetos serão apresentados ao público.

A Editora Estrondo! foi criada em 2018 pela fotógrafa e cientista social Michelle Bastos, em Brasília/DF, e é a primeira editora brasileira de fotolivros dedicada a publicar obras de artistas mulheres. A necessidade se deu pela subpublicação evidente de mulheres na área de fotolivros, assim como a representação em galerias, museus e festivais de fotografia.

Sobre as publicações e as artistas

Carto-Tipo(Grafias) da Transgressão (Andresa Augstroze)

Carto-Tipo(Grafias) da Transgressão é um trabalho de fotografia e viagem em que a linguagem visual ocupa um lugar híbrido, possibilitando o questionamento dos limites e das divisas. Através da incorporação da escrita e da palavra, a tensão entre elementos provoca um pensamento de transgressões, em que a confrontação e o diálogo são necessários frente a fronteiras que devem ser habitadas.

Relação-Ruína (Isabella Atayde)

Relação-ruína vasculha caminhos percorridos e constrói-se a partir da ligação com o outro. É a busca incessante de preencher o vazio das reciprocidades. É confiar a base da existência na interação e colocar-se inteira face a algo de igual ou estranha natureza. Relação-ruína é processo, silêncio e movimento, me desloca e me devolve ao meu lugar.

Boca d’alma (Lua Cavalcante)

Boca d’alma é um encontro com o eu mais profundo.  É uma conversa, um trato, sobre se permitir viver, sobre honrar as cicatrizes e escolher quais caminhos se quer trilhar.

0

Lançamento dos Fotolivros das artistas Andresa Augstroze, Isabella Atayde e Lua Cavalcante
Em 15 de outubro, às 17h, no perfil
@editoraestrondo. Preço: R$ 35. Contato: [email protected]

Últimas notícias