Grupo R2 anuncia datas do Carnaval no Mané, Na Praia e Surreal

A partir de janeiro, a R2.com.vc volta ao mercado com shows, festas e novidades. Grupo terá parceria do Metrópoles

atualizado 28/10/2021 23:04

Banda EVA no Carnaval no ParqueVinícius Santa Rosa/Metrópoles

Depois de dois anos, a R2.com.vc voltou com a programação do grupo de entretenimento, voltada para 2022. Nesta quinta-feira (28/10), os sócios da empresa anunciaram que, a partir de janeiro, retornam às atividades. Como o Metrópoles antecipou, o Carnaval no Mané será a primeira aposta, em fevereiro, seguido do Na Praia e a festa Surreal – ambas em maio.

Segundo Ricardo Emediato, sócio do Grupo R2, com a retomada do setor de eventos, a empresa pretende levar ainda mais diversão aos brasilienses. Para isso, eles têm tem investido em tecnologia e autosserviço de atendimento ao público. “Os nossos projetos impactam e contribuem com todo o ecossistema do entretenimento e do turismo no Distrito Federal”, ressalta Ricardo.

No ramo da gastronomia, já em janeiro, o grupo R2 lança o Mané, Mercado Vírgula. Trata-se de um complexo com restaurantes, cardápios inéditos e operações comandadas por renomados chefs.

Festas

Com sete datas confirmadas, o Carnaval no Mané vai trazer grandes nomes do entretenimento nacional nos dias 16 de fevereiro; de 25 de fevereiro a 1º de março; e em 5 de março. Entre as atrações, estão Saulo, Jorge & Mateus, Gusttavo Lima e Zé Vaqueiro.

Considerada uma das festas mais concorridas do Brasil, a Surreal está de volta. Em 14 de maio, a balada retorna em novo formato, abrangendo um público maior.

A partir de 20 de maio, o Na Praia voltará, em sua sexta edição, unindo shows e música com um beach club e um resort de experiências.

Parceira

Nesta quinta (28/10), foi anunciada a união do grupo R2 com a força de um dos maiores canais de mídia do país, o Metrópoles, e o maior complexo de entretenimento da região, a ARENA BSB. Com essa parceria, em abril, será promovido o Aniversário de Brasília, comemorado com um evento de grandes proporções.

Mais lidas
Últimas notícias