O empresário Charles Cosac será o novo coordenador do Museu Nacional da República (Esplanada dos Ministérios). O editor carioca assume o cargo nesta segunda-feira (21/1), uma semana após se desligar da diretoria da Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo.

Em sua primeira coletiva como novo coordenador do espaço, Cosac não se esquivou de perguntas que geram polêmica no mundo artístico. O editor foi categórico ao desqualificar algumas expressões urbanas. “Pichação não é arte”, afirmou. Já em relação ao grafite – manifestação que ocupa galerias ao redor do mundo – ele tem opinião mais moderada: “depende”.

Charles Cosac tem formação em teoria e história da arte, com estudos na Inglaterra e na Rússia. Fundador da editora Cosac Naify, é colecionador de arte sacra, já recebeu diversos prêmios nacionais, tanto pela Cosac Naify quanto pelo trabalho individual de curadoria e em outras áreas da cultura. Seu currículo conta ainda com premiações internacionais, como a comenda da Ordem das Artes e Letras, condecoração do Ministério da Cultura da França.