Conheça Fábio Santana, o criador do @DonaHermínia e @SouEuNaVida

O jovem do subúrbio do Rio de Janeiro largou a engenharia química para se tornar um produtor de conteúdos digitais com milhões de seguidores

atualizado 31/01/2020 13:02

Fábio Santana, de 23 anos, é o nome por trás de dois perfis queridinhos do Instagram. Uma das páginas é a da mãe cheia de dores de cabeça, mas com um coração enorme, @DonaHermínia, com 2,5 milhões de seguidores, e a outra é a @soueunavida, que acumula 8,5 milhões de seguidores. O jovem do subúrbio do Rio de Janeiro uniu seu hobby ao crescente mercado de criadores digitais tentando alcançar sua independência financeira sem perder o humor. “Mudei totalmente de vida. Realizei um sonho ao conseguir ajudar de alguma forma a minha família e dar uma condição de vida melhor a elas. Isso tudo é muito gratificante”, avalia.

Para dar vida às redes sociais de Dona Hermínia, o jovem admite admiração ao trabalho de Paulo Gustavo. “Sou bastante fã dele. É um cara incrível, ator e roteirista maravilhoso, me inspiro muito na escrita dele também. É minha referência”, revela o publicitário. Dona Hermínia é a personagem principal da trilogia Minha Mãe É Uma Peça, que teve seu terceiro filme lançado neste mês e já superou a marca de 10 milhões de espectadores.

Dona Hermínia (Paulo Gustavo) vai ter que se redescobrir e se reinventar porque seus filhos estão formando novas famílias. Essa supermãe terá de segurar a emoção e lidar com um novo cenário de vida: Marcelina (Mariana Xavier) está grávida e Juliano (Rodrigo Pandolfo) se casará. Para completar, Carlos Alberto (Herson Capri), seu ex-marido, resolve ficar ainda mais próximo.

0

O terceiro longa marca o fim das produções de Paulo Gustavo sobre a personagem inspirada em sua mãe, mas Fábio promete não parar com os conteúdos inspirados na senhora. “Vamos continuar com a produção [da página] junto com a equipe. Também vamos conversar para tentar profissionalizar mais o perfil e deixa-lo oficial da Dona Hermínia, em conjunto com Paulo”, conta o influencer.

Trajetória

Em 2015, Fábio se formou no ensino médio e, como tinha muito tempo livre, decidiu investir na criação para redes sociais. “Fiquei bastante tempo ocioso [depois da formatura] e ligado na internet assistindo a vídeos humorísticos, vendo página engraçadas, memes e então pensei: ‘Preciso ter uma para mim, com minhas criações e do meu jeito'”, explica. Então, ele desistiu do curso de engenharia química e migrou para publicidade.

Eu sempre me identificava com os memes que eu via. Me peguei lendo o que as pessoas comentavam e sempre via algo como “sou eu” ou “muito eu”, daí veio a inspiração onde o próprio nome já causasse identificação. Nada melhor que Sou Eu Na Vida

Os primeiros 100 mil seguidores vieram em menos de 2 meses, mas o grande “boom” aconteceu de fato nas Olimpíadas do Rio, em 2016. Uma cobertura integral feita com muito bom humor garantiu à página milhares de novos seguidores por dia. “O ápice foi o vídeo que postei do ‘Perdeu! Ganhou!’, zoando o Galvão Bueno narrando Michael Phelps. Vieram muitos famosos nesse período e alcancei a marca do milhão”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Amo kkkkkk #bbb20 #Soueunavidabbb

Uma publicação compartilhada por Sou Eu Na Vida (@soueunavida) em

Logo após, Giovanna Ewbank marcou mais uma ascendência ao perfil de Fábio. “Quando eu tinha acabado de atingir meu primeiro milhão de seguidores, a Giovanna fez Stories (no Instagram) e um vídeo no YouTube recomendando a minha página, sem nem ter contato comigo. Me deu muita visibilidade. Agora a página cresce sozinha e em parceria com outros influenciadores”, conta o publicitário.

Depois de toda essa experiência Fábio ainda brinca: “Eu deveria criar um curso de produção de memes no Instagram e como se ganhar dinheiro na rede social, acho que posso fazer isso [futuramente]”.

Últimas notícias