Com originais e exclusivas, Amazon investe alto em séries brasileiras

Após os filmes sobre o caso Richthofen, streaming lança mais uma produção nacional: Desjuntados, comédia com Letícia Lima

atualizado 01/10/2021 17:46

Prime Video/Divulgação

Cinco anos após desembarcar no Brasil como alternativa à Netflix, o Amazon Prime Video vive o seu maior momento quando falamos de produções nacionais. Desde o ano passado, o serviço tem investido pesado para produzir e comprar séries e filmes brasileiros para o seu catálogo.

Em alta após os lançamentos de A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais, os dois filmes sobre o caso Suzane von Richthofen, a plataforma estreou na última sexta (1°/10) mais uma produção brasileira: Desjuntados, comédia com Letícia Lima e Gabriel Godoy.

A trama acompanha a história de Camila e Caco, um casal que não se suporta mais após passar pela “crise dos sete anos” e que está decidido em se separar. O problema: ela, vendedora de uma loja de marketing multinível, e ele, um engenheiro químico desempregado, estão atolados em dívidas e não conseguem quitar as pendências do apartamento onde moram na Barra da Tijuca (RJ) para vendê-lo.

Agora, a única alternativa do ex-casal será unir forças para levantar dinheiro para pagar as dívidas, aprender a conviver sob o mesmo teto e enfrentar o mundo da solteirice com o ex morando literalmente do lado. Romulo Arantes Neto, Yuri Marçal e Danni Suzuki também estão no elenco.

“É uma série bem divertida, agradável de se ver. É uma história que poderia ser contada de vários jeitos, porque fala sobre relacionamentos, separação…mas a escolha que a direção é muito assertiva. Tem toda uma embalagem diferente que a gente está acostumado a ver no nosso mercado”, conta Gabriel.

0

“A comédia do Desjuntados não está no visual ou nas piadinhas ditas da boca pra fora, está nas situações que são engraçadas. A história é muito moderna, muito real. Acho que muitas pessoas vão se identificar com essa história”, ressalta Danni Suzuki.

Além da comédia ágil, um dos diferencias da trama apontada pelo elenco foi a direção de Anne Pinheiro. A diretora busca, através dos quadros e cores escolhidas para o seriado, uma visão diferente de outras produções brasileiras. “Tudo foi pensado para dar essa ideia de separação, desde o mobiliário do apartamento até o figurino dos personagens”, explica.

“Acaba que por mais que pareça clichê, a série vai para um lugar que não é comum, isso traz uma novidade, um frescor. A estética da série é muito bonita, muito sofisticada, o que deixa a Desjuntados com uma característica muito particular, uma personalidade muito forte”, complementa Suzuki.

Criada por Dani Valente e Mina Nercessian, a primeira temporada de Desjuntados conta com sete episódios de cerca de 30 minutos cada.

Mercado brasileiro em alta

Com Desjuntados como próxima aposta para o mercado, o Prime Video tem se consolidado com uma sequência de lançamentos nacionais. Desde o ano passado, o streaming lançou séries originais como Dom, 5x Comédia e Manhãs de Setembro, além de filmes que acabaram não indo para os cinemas por conta da pandemia de Covid-19 e estrearam de forma exclusiva no serviço, como os dois longas do caso Richthofen, Carlinhos e Carlão e No Gogó do Paulinho.

Mas não para por aí. Para os próximos meses, a Amazon já anunciou o lançamento Peçanha Contra o Animal, novo filme do Porta dos Fundos. Personagem de muito sucesso do grupo, Peçanha é um policial politicamente incorreto que precisará investigar, juntos aos seus colegas, um serial killer de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro.

Últimas notícias