Com isolamento, dobram assinaturas de site pornô brasileiro

Segundo a produtora do Brasileirinhas, na última semana houve uma média de 312 assinaturas por dia

Mãos teclando em um notebookMarcos Santos/ USP Imagens

atualizado 19/03/2020 10:27

Ao que tudo indica, nem todos estão perdendo dinheiro com a crise instalada devido à pandemia do coronavírus. O site pornô Brasileirinhas, por exemplo, registrou o dobro de assinaturas diárias desde a última segunda-feira (16/3). As informações são da coluna Ricardo Feltrin, do portal UOL.

O site Brasileirinhas é a maior e mais antiga produtora de filmes eróticos do Brasil. Segundo a produtora, na última semana houve uma média de 312 assinaturas por dia.

Já na segunda e na terça-feira (17/3) desta semana, o número subiu para 600 assinaturas. E, nesta quarta-feira (18/3), para 295 novos assinantes.

O Brasileirinhas oferece dois planos: o de R$ 29, que dá direito de assistir programas semanais com as atrizes, e o de R$ 39,90, que permite, além do reality, acesso a 1.045 filmes do acervo da produtora, sendo que 131 estão em 4K.

Pornhub

Além do site brasileiro, o gigante americano Pornhub liberou o serviço premium da plataforma para ser consumido de forma gratuita. O presente foi disponibilizado apenas na Itália, em solidariedade ao isolamento que foi decretado no país, que é um dos mais infectados, na última terça-feira (10/3), como tentativa de conter o alastramento da doença.

Últimas notícias