Winona Ryder expõe comentários homofóbicos e antissemitas de Mel Gibson

Atriz contou que, em uma festa, o ator questionou se pegaria Aids por estar perto de um gay e usou termos pejorativos para falar de judeus

atualizado 23/06/2020 15:41

Netflix/Divulgação

Winona Ryder acusou o ator Mel Gibson de fazer comentários antissemitas e homofóbicos, em entrevista ao The Sunday Times. A atriz comentava sobre suas experiências com o preconceito e citou Gibson como exemplo.

Rider contou que, em uma festa, Gibson estava “fumando um cigarro, e estávamos conversando com um amigo, que é gay, quando ele disse: ‘Espere, eu vou pegar Aids?’. E então alguém falou algo sobre os judeus e ele disse para mim: ‘Você não é uma ‘oven dodger’, é?'”.

0

O termo oven dodger usado pelo ator significa, em tradução literal, “forno trapaceiro”, usado de forma pejorativa para falar sobre os judeus nos campos de concentração da Segunda Guerra Mundial. A atriz afirmou que Gibson ensaiou um pedido de desculpas após o ocorrido.

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que o astro é acusado de antissemitismo. Em 2006, ele foi preso por dirigir alcoolizado e, segundo o relatório policial, disse que “os judeus são responsáveis por todas as guerras do mundo”. Ele novamente se desculpou pelo ocorrido e disse que estava de cabeça quente.

Mais lidas
Últimas notícias