Saiba tudo sobre O Último Mercenário, filme de Van Damme na Netflix

Aos 60 anos, o ator Jean-Claude Van Damme volta para um longa de ação com ar de thriller

atualizado 29/07/2021 19:36

Jean-Claude Van Damme é um ícone dos filmes de ação, com movimentos de luta (sobretudo o espacate) característicos em suas interpretações. Aos 60 anos, o ator está de volta, no filme O Último Mercenário, que estreia nesta sexta-feira (30/7), na Netflix.

A volta do veterano ator aos filmes de ação e combate também traaz um ar de thriller.

Ele vive Richard Brumère (Van Damme), um ex-agente especial do serviço secreto francês que se tornou mercenário, e volta à cena quando a imunidade concedida 25 anos antes para seu filho Archibald (Samir Decazza) é suspensa. Uma operação da máfia ameaça a vida de Archibald. Para salvá-lo, o guerreiro terá que procurar seus antigos contatos e unir forças com um bando de jovens imprudentes e um burocrata excêntrico.

Jean-Claude Van Damme em O Último Mercenário

“O Último Mercenário é um projeto incrivelmente empolgante e me permite assumir um novo gênero. Espero pegar a tocha da comédia de ação do meu jeito”, disse Van Damme.

O roteiro de David Charhon reúne todos esses elementos de uma forma muito bem-sucedida — uma bela história com emoção, muita ação e muito humor. Também estou muito feliz por trabalhar ao lado de uma nova geração de talentos como Alban Ivanov, Assa Sylla e Samir Decazza, mas também por estar novamente na tela com o creme de la creme de atores franceses como Patrick Timsit, Eric Judor, Miou-Miou e Valérie Kaprisky”, completou o ator.

Em entrevista à Variety, o diretor do longa, David Charhn, deixou clara a referência dos filmes do gênero de décadas anteriores.

“Quero voltar à grande tradição dos filmes de ação dos anos 1980 e 1990 — aqueles filmes cult que todos amamos, onde os heróis eram fora do comum, as acrobacias eram mais impressionantes e verdadeiras do que a vida, e todas pontuadas com humor. Apenas Jean-Claude poderia encarnar essa era de ouro incomparável do cinema”, concluiu o diretor.

Últimas notícias