*
 

Mais novo filme da Marvel, Pantera Negra foi exibido à imprensa internacional no começo desta semana, antes da estreia oficial – marcada para 15 de fevereiro. Se depender das primeiras impressões dos críticos, o público pode se preparar para um verdadeiro filmaço. Nas mídias sociais e em fóruns especializados, os comentários são muito positivos, aumentando ainda mais a expectativa dos fãs.

 

O filme foi descrito como “incrível”, “cinético”, “importante”, além de ter uma história “extremamente inteligente” e “cheia de personalidade”. Os comentários elogiam a caracterização dos personagens e a importância social do longa no atual cenário sóciopolítico dos Estados Unidos.

Separamos cinco razões pelas quais o filme promete ser excepcional: 

Trilha sonora
Com curadoria de Kendrick Lamar, Black Panther: The Album tem a participação do rapper de grandes nomes da black music, como SZA, The Weeknd, Jorja Smith, 2 Chainz, Travis Scott e Future. As canções All The Stars e Pray For Me já foram divulgadas e impressionaram.

 

Produção política
Um dos maiores elogios diz respeito ao aspecto político do filme. Clay Cane, do portal NewsOne, releva que o longa passa por vários aspectos sociais. “Há conversas sobre armas, brutalidade policial e menção às forças econômicas responsáveis por destruir comunidades negras ao redor do mundo”, escreveu.

Além disso, o filme tem um elenco majoritariamente negro, com Angela Basset, Michael B. Jordan, Danai Gurira, Lupita Nyong’o, Daniel Kaluuya e Sterling K. Brown, além do protagonista Chadwick Boseman.

Muitos críticos elogiaram a representatividade dos homens negros e o local ocupado pelas mulheres. O destaque vai para as personagens Okoye (Danai Gurira) e Shuri (Letitia Wright), inventora e irmã caçula de T’Challa.

 

Um bom vilão
O antagonista do filme, Erik “Killmonger” Stevens (Michael B. Jordan), também foi elogiado pela imprensa internacional. O editor-chefe do portal Collider, Steven Weintraub, tuitou, após assistir ao filme, dizendo que se tratava do “melhor vilão desde Loki”. Jim Vejvoda, da IGN, caracterizou o personagem como “o vilão mais (figurativamente) forte produzido pelo MCU desde o irmão do Thor”.

 

Visual incrível
Muitos críticos elogiaram a fotografia e os figurinos do filme, incluindo os efeitos digitais e a construção do reino de Wakanda. Crítico do SlashFilm, Peter Sciretta tuitou: “Ryan Coogler arrasou, algumas ótimas sequências filmadas em um take. Se esse longa não for nomeado pelos figurinos, arte e design de produção no próximo ano, ficarei chocado”.

 

Representatividade
Segundo Eric Kohn, crítico da IndieWire, Pantera Negra é um filme sobre a cultura negra. “[A produção] celebra a negritude e, ao mesmo tempo, explora sua relação com o mundo pop”. O escritor do LA Times, Tre’vell Anderson, resumiu: “A fita é uma carta de amor sobre a negritude, [escrita] em um mundo que gira sobre costas negras. Os meios de subsistência deste planeta estão em nosso sangue”.

 

 

 

COMENTE

MarvelPantera Negrachadwick bosemanangela basset
comunicar erro à redação

Leia mais: Cinema