*
 

A Mostra Internacional de Cinema em São Paulo divulgou na noite desta quarta (30/10) os filmes vencedores da 42ª edição.

O ganhador do Troféu Bandeira Paulista, criado pela artista plástica Tomie Ohtake, foi o longa norte-americano ¡Las Sandinistas!, obra de Jenny Murray sobre a atuação social de mulheres guerrilheiras durante a Revolução Sandinista na Nicarágua, em 1979.

O filme também levou o prêmio do público entre os documentários, enquanto Cafarnaum, de Nadine Labaki, foi o trabalho de ficção eleito pelo voto popular.

O Prêmio Petrobras de Cinema, escolhido pela primeira vez por voto popular, consagrou Torre das Donzelas, de Susanna Lira, e Meio Irmão, de Eliane Coster – respectivamente, documentário e ficção receberam cachês de R$ 100 mil e R$ 200 mil.

Confira os filmes premiados na 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo:

Troféu Bandeira Paulista 2018 – Prêmio do júri internacional

¡Las Sandinistas! (EUA, documentário), de Jenny Murray

Menção honrosa do júri internacional

Sócrates (Brasil, ficção), de Alex Moratto

 

Prêmio Petrobras de Cinema – escolhidos pelo público

Melhor filme brasileiro de ficção

Meio Irmão, de Eliane Coster

Melhor documentário brasileiro

Torre das Donzelas, de Susanna Lira

 

Prêmio do público

Melhor ficção internacional

Cafarnaum (Líbano), de Nadine Labaki

Melhor documentário internacional

¡Las Sandinistas! (EUA), de Jenny Murray

 

Prêmio Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema) – melhor filme brasileiro entre os realizadores por diretores estreantes

Meio Irmão (ficção), de Eliane Coster

 

Prêmio da crítica

Melhor filme brasileiro

Todas as Canções de Amor (ficção), de Joana Mariani

Melhor filme estrangeiro

Nuestro Tiempo (México/França/Alemanha/Dinamarca/Suécia, ficção), de Carlos Reygadas