Morre aos 96 o cineasta italiano Franco Zeffirelli, de Romeu e Julieta

O diretor trabalhou com Elizabeth Taylor e Richard Burton em A Megera Domada (1967) e teve duas indicações ao Oscar

Ron Galella, Ltd./Ron Galella Collection via Getty ImagesRon Galella, Ltd./Ron Galella Collection via Getty Images

atualizado 15/06/2019 10:31

O cineasta italiano Franco Zeffirelli morreu, na sua casa, em Roma, aos 96 anos, segundo noticiou a imprensa italiana neste sábado (15/06/2019). “O desaparecimento ocorreu no final de uma longa doença. O mestre vai descansar no cemitério de Porte Sante, em Florença”, anunciou a fundação em seu nome, num comunicado citado pelo jornal La Stampa.

De formação clássica, seguidor do estilo consagrado por Luchino Visconti, Zeffirelli dividia a crítica. Suntuoso para alguns, medíocre para outros, sua obra muitas vezes se destacava mais pelo excesso que pelo comedido. Suas obras mais conhecidas são Irmão Sol, Irmã Lua (1972) e sua versão de Romeu e Julieta (1968).

Além de realizador, também dirigiu mais de 120 óperas e outras peças de teatro​​​​​​, algumas das quais levou para o cinema. É o caso de Romeu e Julieta, de Shakespeare, que encenou nos anos 1960, no Old Vic, com uma então muito jovem Judi Dench. Pelo filme, aliás, foi indicado em 1968 para Oscar de melhor diretor, prêmio pelo qual voltaria a ser indicado em 1983, pela direção de arte de La Traviata (1982).

Últimas notícias