Filme político Os 7 de Chicago estreia como aposta da Netflix no Oscar 2021

Para o ator Eddie Redmayne, o longa, apesar de retratar fatos de 1968, tem uma mensagem bastante atual na luta por direitos civis

atualizado 15/10/2020 16:50

Os 7 de ChicagoNetflix/Divulgação

O Oscar 2021, é provável, deve ter uma presença recorde de filmes do streaming. Afinal, a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, segue afetando a indústria cinematográfica, impedindo lançamentos e mantendo salas fechadas. De olho nessa oportunidade, a Netflix lança filme Os 7 de Chicago, do diretor Aaron Sorkin (A Grande Jogada e The Newsroom).

O longa conta a história do julgamento de um grupo de jovens que, durante a convenção Democrata de 1968, foi a Chicago protestar. As manifestações saíram de controle e desencadearam confrontos com a polícia. Os 7 de Chicago, então, relembra o momento de efervescência cultural da época.

“As pessoas estavam protestando contra o racismo e pelos direitos civis e das mulheres, além da pauta principal, que era o fim da Guerra do Vietnã”, conta Eddie Redmayne em entrevista. O ator vive Tom Hayden, um dos líderes da manifestação, que se tornou deputado pelos Estados Unidos.

Novas regras

A trama política, baseada em fatos reais, construída por Aaron Sorkin – somada aos impactos da pandemia em Hollywood – credencia Os 7 de Chicago a sonhar com indicações ao Oscar 2021. É bom lembrar que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas alterou as regras da próxima edição, facilitando para os produtos do streaming.

Para Eddie Redmayne, o longa tem outro aspecto que o torna “oscarizavel”. Mesmo retratando os embates de 1968, o filme possui uma mensagem ainda bastante atual.

0

“O que vimos acontecer com o Black Live Matters foi um levante mundial contra o racismo sistêmico. O paralelo [do filme] com o agora é inegável. Lá, em 1968, tinha uma pandemia de gripe, o sistema judicial também era usado para campanhas e um vice-presidente disputava à Presidência dos Estados Unidos”, ponderou o ator.

O elenco de Os 7 de Chicago ainda conta com Sacha Baron Cohen, Jeremy Strong, Alex Sharp, Yahya Abdul-Mateen II, Joseph Gordon-Levitt, Michael Keaton e Mark Rylance.

“De certa forma parecia uma orquestra, em que há vários instrumentos e, por vezes, eles se chocam. Não falo isso no sentido das personalidades, mas das técnicas de atuação. Essa energia fez o filme ficar incrível”, garante Eddie Redmayne.

Os 7 de Chicago estreia, nesta sexta-feira (16/10), na Netflix.

Últimas notícias