Entenda como funciona a arma que Alec Baldwin disparou contra diretora

Alvo de várias polêmicas, as armas cenográficas são de verdade e devem ser registradas pelos estúdios. A diferença está na munição

atualizado 22/10/2021 12:17

Alec e HalynaRprodução

Segundo informações da polícia, o disparo que tirou a vida da diretora de fotografia Halyna Hutchins, nessa quinta-feira (21/10), foi feito de uma arma cenográfica. O porta-voz do ator Alec Baldwin, que manuseava a arma no momento da tragédia, disse à Fox que “um acidente envolvendo uma falha de ignição” da arma “de mentira”, utilizada nas gravações de Rust, teria causado o acidente, que ainda feriu o diretor Joel Souza.

As armas cenográficas ou “prop guns”, como também são conhecidas, são populares em Hollywood mas alvo de várias polêmicas. Elas costumam ser reais e contam com um certificado especial para serem utilizadas pelos estúdios. A diferença é que, em vez de ser carregada com um cartucho com pólvora, que sofre uma explosão e dispara o projétil, são utilizadas balas de festim, que reproduzem o barulho do tiro, mas sem ferir ninguém.

Ainda assim, o arsenal é evitado no teatro, onde de fato são utilizadas replicas de arma. O objetivo é justamente evitar esse tipo de acidente, que apesar de raro, tirou a vida de Halyna nessa quinta e de Brandon Lee, filho de Bruce Lee, durante as gravações de O Corvo, em 1993. 

0

A arma que matou Brandon havia sido utilizado com munição real durante a gravação de algumas cenas e parte de um projétil acabou ficando presa no cano do revólver. O detalhe acabou passando despercebido durante a limpeza e inspeção da arma, o que foi fatal. Ele acabou atingido pelo ator Michael Massee na barriga durante uma cena, foi levado para o hospital e morreu depois de 12 horas.

No caso da diretora de fotografia Halyna Hutchins, ainda não se sabe o que pode ter causado o disparo fatal. O caso está sendo investigado pela polícia.

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos.

Mais lidas
Últimas notícias