*
 

A atriz Scarlett Johansson desistiu de viver o cafetão Dante ‘Tex’ Gill, um homem trans que se envolveu com a máfia na Pittsburgh dos anos 1970. A decisão veio depois da polêmica causada por sua escalação para o papel: como a atriz é cisgênero, isso gerou uma reação bastante negativa por parte do movimento LGBT.

Em nota enviada ao portal Out, a atriz declarou que embora adoraria viver o papel e mostrar a transição do personagem, compreende por que muitas pessoas acreditam que o cafetão deveria ser retratado por um ator transgênero. Leia a declaração na íntegra:

“Diante de recente questões éticas levantadas sobre minha escalação como Dante ‘Tex’ Gill, eu decidi, respeitosamente, me retirar do projeto. Nossa compreensão cultural de pessoas transgênero continua avançando, e eu aprendi muito com a comunidade desde a minha primeira declaração sobre minha escalação e percebo agora que fui insensível. Eu tenho grande admiração e amor pela comunidade trans e sou grata que o diálogo sobre a representatividade em Hollywood continua. De acordo com a GLAAD [Gay & Lesbian Alliance Against Defamation, ONG americana que monitora como a mídia retrata as pessoas LGBT], personagens LGBTQ+ foram reduzidos em 40% em 2017 em relação ao ano anterior, sem representação de personagens trans em qualquer lançamento de estúdios grandes. Embora eu teria amado a oportunidade de trazer a história de Dante e sua transição para a vida, eu compreendo porque muitos sentem que ele deveria ser retratado por uma pessoa trans, e sou grata que esse debate de escalação, apesar de controverso, desencadeou em uma conversa maior, sobre diversidade e representação no cinema. Eu acredito que todos os artistas deveriam ser considerados igualmente e de maneira justa. Minha produtora, These Pictures, busca projetos que tanto entretém como desafiam limites. Nós estamos animados para trabalhar com todas as comunidades e trazer as mais pungentes e importantes histórias para audiências no mundo todo.”