*
 

Cinco filmes brasilienses estarão no Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (FESTin),, que acontece em Lisboa, de 4 a 11 de maio. Serão exibidos na capital portuguesa os curtas “De Repente”, de Bruno Caldas; “Fragmentos”, de Adriana Vasconcelos; “Encantadores de Histórias”, do Coletivo Ora Bolas; “Meu Amigo Nietzsche” (foto no alto), de Faston da Silva; e “Frágil”, de Luz Vicente da Costa Braga.

O FESTin, que chega à sétima edição, terá longas e curtas produzidos em Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial e Timor-Leste. Mas nosso país domina a programação. Ao todo, 74 produções foram escolhidas, entre 543 inscritos, para serem exibidos na tela do Cinema São Jorge. Dessas, 50 são do Brasil.

Competição de longas
Entre 11 filmes da sessão competitiva de longas de ficção, por exemplo, nove são brasileiros — “Por Trás do Céu”, de Caio Soh; “A Família Dionti”, de Alan Minas; “Amores Urbanos”, de Vera Egito, “Ausência”, de Chico Teixeira; “Cartas de Amor São Ridículas”, de Alvarina Sousa Lima; “A História da Eternidade”, de Camilo Cavalcante; “Maresia”, de Marcos Guttman; “Mundo Cão”, de Marcos Jorge,e Fome, de Cristianno Burlan.

Completam a seleção o cabo-verdeano “Zenaida”, de Alexis Tsafas e Yannis Fotou, e a coprodução luso-brasileira “Histórias de Alice”, de Oswaldo Caldeira.

Os curtas brasilienses serão todos exibidos em mostras não competitivas.

 

 

 

COMENTE

LisboafestinMeu Amigo Nietzschebruno caldas
comunicar erro à redação

Leia mais: Cinema