*
 

O cineasta José Eduardo Belmonte, um dos principais nomes do cinema candango, será homenageado na nova edição da mostra Brasília em Plano Aberto. Nesta quarta (7/2), às 19h30, a tela do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) exibe Dez Dias Felizes (2002), quarto curta-metragem do diretor, e outras três produções locais.

Na oitava de doze edições mensais, sempre às quartas, a mostra selecionou filmes que envolvem personagens diante de decisões importantes. Dez Dias Felizes acompanha casal de namorados que pretende fazer um aborto.

Sagrado Coração, de Cauê Brandão, segue um ex-presidiário que tenta se reaproximar da família ao sair da prisão. Em Hereditário, a narrativa de Johil Carvalho e Sérgio Lacerda emoldura o destino de um pai e seus três irmãos. Por fim, Pequena Fábula Urbana, de Jimi Figueiredo, conta a história de uma mulher que guarda seu coração em uma caixa.

Diretor de longas como Se Nada Mais Der Certo (2009) e Alemão (2014), Belmonte participa de debate com os presentes. Sua mais recente produção, o road movie Entre Idas e Vindas, estreou em 2016. As sessões da mostra Brasília em Plano Aberto continuam até junho.

Mostra de curtas Brasília em Plano Aberto
Quarta (7/2), às 19h30, no Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB (Setor de Clubes Esportivos Sul, trecho 2, lote 22, 61 3108-7600). Entrada franca mediante retirada de ingressos na bilheteria uma hora antes da sessão. Não recomendado para menores de 16 anos