metropoles.com

Grupo Especial abrilhanta Sapucaí no 1º dia de desfile: veja destaques

Beija-Flor, Salgueiro, Grande Rio, Unidos da Tijuca e outras passaram pela Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, neste domingo (11/2)

atualizado

Compartilhar notícia

Leo Franco/ Agnews
Desfile Porto da Pedra, na Sapucaí - Metrópoles
1 de 1 Desfile Porto da Pedra, na Sapucaí - Metrópoles - Foto: Leo Franco/ Agnews

As escolas de samba Unidos do Porto da Pedra, Beija-Flor de Nilópolis, Acadêmicos do Salgueiro, Acadêmicos do Grande Rio, Unidos da Tijuca e Imperatriz Leopoldinense passaram pela Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, neste domingo (11/2), com muito samba no pé, alegria, luzes e cores que tomaram o território carioca.

Cada escola teve entre 1 hora e 1 hora e 10 minutos para desfilar pela avenida, homenageando o tema escolhido para o Carnaval 2024.

Nesta segunda-feira (12/2), desfilam Mocidade Independente de Padre Miguel, Portela, Unidos de Vila Isabel, Estação Primeira de Mangueira, Paraíso do Tuiuti e Unidos do Viradouro, a partir das 22h.

Veja:

Porto da Pedra

A Porto da Pedra foi a primeira escola de samba do grupo especial a desfilar na Sapucaí neste domingo. A agremiação volta ao Grupo Especial após 12 anos, com o enredo Lunário Perpétuo: A Profética do Saber Popular.

Desfile da escola de samba Porto da Pedra - Metrópoles

Símbolo da escola, o tigre conta com 22 metros de altura e 19 de comprimento, o maior da história da escola na Sapucaí.

Em frente aos jurados, o carro alegórico da escola de samba quebrou. Veja:

Uma mulher se feriu e precisou de atendimento médico após ser atingida pelo carro alegórico da Porto da Pedra. Ao jornal O Globo, Natália Leoterio disse “ter visto a morte de perto”.

Ela precisou de atendimento médico, mas já foi liberada com ferimentos leves.

Beija-Flor

Segunda escola de samba a abrilhantar a avenida, a Beija-Flor homenageou a cidade de Maceió com Rás Gonguila, filho de escravizados que acreditava ser descendente da realeza etíope e fundou um bloco de Carnaval na capital de Alagoas.

Beija-Flor no Carnaval 2024 - Metrópoles

No X, antigo Twitter, a Beija-Flor foi exaltada por seu samba enredo e organização da alegoria. “Caralho, a comissão de frente da Beija-Flor de Nilópolis fazendo um pião com os corpos. INCRÍVEL!”, comemorou um.

“Isso aqui tá de outro mundo! Impecável demais, Beija-Flor”, exaltou outro.

Um dos momentos que mais chamou atenção de internautas foi o “peão humano” formado por 10 jovens engraxates que representam os delírios de Rás Gonguila.

Salgueiro

Após elencar o sétimo ano no Carnaval 2023, a Salgueiro tenta se recuperar exaltando a mitologia Yanomami com o enredo Hutukara, que significa, na língua Yanomami, “o céu original a partir do qual se formou a terra”.

Grande Rio

Em 2024, a Grande Rio traz o enredo Nosso Destino é ser Onça, que aborda a simbologia da onça no cenário artístico-cultural brasileiro. Paolla Oliveira, rainha de bateria da escola, foi um dos grandes destaques da noite.

A atriz virou onça na Sapucaí com sua fantasia, que contava com um mecanismo para incluir uma máscara do animal no rosto da musa. Veja:

Tijuca

O enredo da Tijuca neste ano é nomeado O Conto de Fados, sobre as lendas relacionadas à história de Portugal.

Imperatriz

Campeã do Carnaval de 2023, a Imperatriz traz o enredo Com a Sorte Virada pra Lua Segundo o Testamento da Cigana Esmeralda. O tema conta a história de um cordel escrito há mais de 100 anos pelo poeta paraibano Leandro Gomes de Barros, onde o autor fala sobre o testamento de uma cigana.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comEntretenimento

Você quer ficar por dentro das notícias de entretenimento mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações