Pyong Lee: o hipnólogo dos famosos é um dos favoritos do BBB20

O jovem chegou na casa mais vigiada do Brasil cercado de polêmicas, mas conseguiu virar o jogo e se tornar um dos queridinhos do reality

atualizado 07/02/2020 20:53

Pyong Lee de camiseta pretaReprodução

Um dos preferidos dos espectadores do Big Brother Brasil 20 é o coreano/paulista Jaime Young-Lae Cho, mais conhecido como Pyong Lee, de 27 anos. O hipnólogo chegou na casa mais vigiada do Brasil cercado de polêmicas envolvendo desde suas convicções políticas a situação de seus bichos de estimação e a gravidez da esposa Sammy Lee, de 21 anos, que espera o primeiro filho do casal.

A história de vida de Pyong conta com dramas, reviravoltas e superações tanto por parte de sua família, quanto dele como pessoa. Quando mais novo, por pressão familiar e indecisão sobre o futuro, ele se formou em direito e tirou o registro de corretor de imóveis certificado pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci).

O jovem não chegou a atuar em nenhuma das áreas, e, hoje em dia, se dedica à hipnose, mágica, ilusionismo e ao canal do YouTube homônimo, com mais de 6 milhões de inscritos. Na plataforma de vídeo, Pyong ficou conhecido por hipnotizar celebridades como Anitta, Fábio Porchat, Ana Hickman e outros. Além dos vídeos de auto-hipnose – que funcionam como uma meditação guiada. O brother também lançou um livro intitulado Hipnose: Descubra O Poder da Sua Mente.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0
Vida fora da casa

Quem vê o futuro pai dançando as coreografias oficiais dos hits de funk e pop nas festas do reality, não imagina como a infância e adolescência do coreano foi conturbada. A família paterna de Pyong veio da Coréia do Sul para o Brasil em busca de melhores oportunidades. Assim, o pai conheceu a mãe, e, segundo o mágico, o casal era muito apaixonado no início. Quando o brother tinha 9 anos de idade e dois irmãos, a mãe deles, após uma discussão com o marido, saiu de casa e não voltou.

Após o abandono, Pyong afirma que o pai entrou em depressão e começou a abusar de cigarros e bebidas alcoólicas, posteriormente, teve problemas de saúde e faleceu. Jaime/Pyong – o mais velho – cuidou de seus irmãos até os avós paternos os resgatarem e os levarem para morar com o tio recém-divorciado e com dois filhos pequenos. A “nova família Cho”, como o próprio hipnólogo chama, é composta pela madrasta Sueli, o tio/pai, os irmãos adotivos, Alan e Ale, e os irmãos biológicos, Felipe e Tiago.

O famoso passou por momentos de tensão na juventude quando tinha muitos sonhos relacionados à mágica, dança e palcos, mas não contava com a aprovação do tio. Depois de 21 anos e formado, foi morar com a avó e passou a ajudá-la no trabalho, na indústria têxtil. Em 2003, começou a estudar sobre os novos mercados e o YouTube como profissão, criou um canal mas não conseguiu sucesso e abandonou o projeto. Tempos depois, Jaime criou o canal homônimo com a ajuda de um amigo e fez sucesso com suas paixões. Ele conta a própria história, detalhadamente, no vídeo abaixo:

 

Pyong no BBB

O coreano virou destaque no BBB20 principalmente por ter se mostrado divertido nas festas, mas assumindo postura de seriedade quando necessário, além das atitudes e respostas debochadas que os fãs do reality amam ver.

Ele participou das principais tretas e discussões do programa Global e escapou por pouco do primeiro paredão, fato que rendeu muitos memes na internet devido a reação despreocupada. Depois chamou a atenção do público ao não compactuar com o grupo formado pelo eliminado, Petrix, e os ainda brothers, Hadson, Lucas e Prior. Confira abaixo algumas participações icônicas de Pyong que renderam muito assunto no Twitter.

Ele dançou a música Pesadão da Iza:

Satirizou o momento em que “foi empurrado” por Petrix (eliminado no último paredão com mais de 80% dos votos):

E emocionou as meninas pela forma com que trata a esposa:

Mais lidas
Últimas notícias