BBB20: Mari Gonzalez namora ex-BBB e Marcela se diz bissexual

A musa fitness não tem medo da exposição 24h. A obstetra é bissexual e odeia hétero "topzera"

Gshow/DivulgaçãoGshow/Divulgação

atualizado 18/01/2020 21:56

O Big Brother Brasil 2020 (BBB20) divulgou, neste sábado (18/01/2020), os participantes do reality show. O programa da TV Globo estreia nesta terça (21/01/2020), às 22h20. Abaixo, conheça a influenciadora digital e musa fitness Mari Gonzalez e a ginecologista e obstetra Marcela McGowan.

Gshow/Divulgação

Mari Gonzalez (Salvador-BA), 25 anos, influenciadora digital – Camarote

Entre vida fitness e pessoal, Mari Gonzalez conta que nunca imaginou que estaria no BBB. Sempre foi fã do programa. Não à toa, namora o ex-brother Jonas Sulzbach, que participou do reality em 2012. Ela pretende se revelar por inteiro na casa. “Quero que as pessoas me conheçam como realmente sou. Mas meu principal motivo de entrar é ganhar”, avisa.

Uma vez no programa, Mari quer apresentar qualidades e defeitos. “Nas redes sociais, tento, ao máximo, mostrar quem sou. Mostro momentos felizes e não tão felizes, mas lá tem um filtro, você não mostra o extremo. Também porque não quero estimular as pessoas a estarem tristes. Lá na casa, vai ser o real e estou preparada para isso, não tenho medo”, diz.

Adepta de rotina fitness, ela não dispensa comilanças pouco saudáveis no confinamento. “Faço dieta, mas também gosto de comer. É salada e um pouco de álcool. Levo a vida com equilíbrio. Vocês vão me ver comendo brigadeiro, docinho. Adoro”, adianta.

 

Gshow/Divulgação

Marcela (Rancharia-SP), 31 anos, ginecologista e obstetra – Pipoca

Antes de virar médica, Marcela McGowan foi modelo. Para entrar no BBB20, decidiu terminar com o namorado e largar os três empregos que mantinha. Entre as ocupações, trabalhava com parto humanizado em São Paulo.

Sobre homens em geral, diz não gostar de certos tipos. “Tenho preguiça de hétero ‘topzera’, machão, gente pedante e fake”, enumera a médica, que se identifica como bissexual.

Dona de estilo alternativo, Marcela já namorou jogador de futebol e Japinha, baterista da banda de rock CPM 22. Entre idas e vindas, teve um casamento de 12 anos.

As coisas mudaram completamente quando se inscreveu em um curso de tantra. “Fiz uma vivência tântrica para mulheres para agregar à minha profissão. Foi bem profundo, chorei muito. Me fez enxergar muita coisa: quem eu queria ser e qual era meu papel no mundo. Foi bem forte. Expandiu minha consciência e quando voltei mudei minha vida toda, começando pelo divórcio”, revela.

Últimas notícias