Após ser cortado de eventos, rapper DaBaby pede desculpas por homofobia

Músico afirmou que "as pessoas querem te destruir antes que você tenha a chance de crescer e aprender dos próprios erros"

atualizado 02/08/2021 16:16

Reprodução/Instagram

O rapper DaBaby publicou em suas redes sociais, nesta segunda-feira (2/8), uma nota pedindo desculpas pelos seus comentários homofóbicos. Além de enfrentar o cancelamento das redes sociais, o músico teve sua participação no Lollapalooza cancelada e perdeu contratos.

“As redes sociais se movimentam tão rápido que as pessoas querem te destruir antes que você tenha a chance de crescer, se educar e aprender dos próprios erros”, começou.

“Agradeço as pessoas que falaram comigo com educação, sabedoria e fontes. Era isso o que eu precisava. Eu quero me desculpar com a comunidade LGBTQ+ pelos comentários maldosos e dolorosos que fiz. Novamente, peço desculpas pelos comentários sobre HIV/AIDS. Eu sei que a educação sobre isso é importante”, finalizou.

A repercussão foi tamanha que nomes como Dua Lipa, Madonna e Anitta se posicionaram contra as falas preconceituosas do rapper.

Entenda

Em show no Rolling Loud Miami, DaBaby disparou comentários LGBTfóbicos ao público.

“Se você não apareceu aqui hoje com HIV, AIDS ou qualquer doença mortal sexualmente transmissível, que fará você morrer em duas ou três semanas, então levante a lanterna do seu celular… Cara, se vocês não estão chupando um pênis no estacionamento, levante a lanterna do seu celular”, disse ele.

Um pedido de desculpas que apenas reforçou o posicionamento do rapper fez com a situação piorasse.

“Àqueles que foram afetados por AIDS/HIV, vocês têm o direito de estarem decepcionados, o que eu disse foi insensível, apesar de não querer ofender ninguém. Então, peço desculpas. Mas à comunidade LGBT… Não tenho nada contra, vocês são vocês, não é da minha conta”, escreveu.

Mais lidas
Últimas notícias