Vídeo: mulher se irrita ao sair de creche e bate em carro com crianças

Confusão aconteceu na saída de uma creche no Jardim Botânico e assustou pais e crianças. Caso é investigado pela Polícia Civil

atualizado 29/06/2022 0:03

imagem de câmera de segurança mostra mulher batendo em vidroMaterial cedido ao Metrópoles

Uma confusão na saída de uma creche assustou pais e crianças no Jardim Botânico, na sexta-feira (24/6). Após discussão de duas mães, uma delas acertou o vidro do carro da outra com as mãos, bateu o veículo dela no outro de propósito e ainda teria tentado atropelar a mulher com quem bateu boca.

A mãe que teve o carro danificado explica que tudo começou com uma briga por automóveis mal estacionados. “Cheguei para buscar minha filha e ela tinha estacionado comendo um pouco da vaga. Como meu carro é estreito, ainda consegui colocar”, narrou a analista de BI Noelle Martorelli, 27 anos.

Enquanto Noelle conversava com a coordenadora da escola, a outra mãe, identificada como Roberta Ferreira, chegou, bateu no braço dela e exigiu que retirasse o veículo, porque estaria atrapalhando a saída dela da vaga.

“Nessa hora, respondi: ‘foi porque você parou errado”, contou Noelle. Depois disso, Roberta teria ido para a frente do estabelecimento de ensino gritando. Além da filha de 2 anos, Noelle estava com o filho mais de velho, de 7 anos. “Estou fazendo tratamento de saúde e qualquer coisa fico com crise de ansiedade. Precisei chamar meu marido para tirar o carro, porque já estava tremendo e não tinha mais condições de dirigir”, disse.

Por causa dessa reação, Roberta começou a acusar Noelle fazendo “enrolação” e “palhaçada”. “Depois disso ela deu um tapa no vidro com meu filho dentro do carro. Nessa hora dei um grito e disse que não sairia mais e que ela teria de entrar pelo banco do passageiro, mas decidi antes tirar um foto do carro dela. Nisso, ela bateu no meu carro de propósito, deu a ré e acelerou com tudo pra cima de mim”, contou Noelle.

Veja o momento da confusão:

A analista conta que os ataques de Roberta deixaram os filhos assustados, ao ponto de o mais velho sugerir que ela andasse com uma faca por medo da mulher aparecer para matá-la. Por essa razão, Noelle o levou ao psicólogo para tratar o medo.

Após a confusão, ela registrou boletim de ocorrência na 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul) e onde o veículo foi periciado.

Outro lado

Procurada pelo Metrópoles, Roberta Ferreira contou à reportagem que apenas pediu para Noelle retirar o veículo, mas diz ter sido ameaçada. “Estava com um bebê de 11 meses no carro e não tinha como entrar do lado do motorista; eu simplesmente pedi pra ela tirar o carro”, explicou.

“Ela começou a me ameaçar e se recusou a tirar o veículo. Depois entrou no carro e ficou fazendo hora no celular pra não sair. Não arrastei o carro de ninguém, eu só entrei pelo lado do passageiro e tirei o carro. Como não tinha espaço adequado, acabou arranhando o dela”, defendeu-se Roberta.

A mulher contou ainda que a filha estava doente e chorando e, por isso, ficou nervosa diante da situação.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias