metropoles.com

UnB constrange alunos ao aplicar questionário sobre satisfação sexual

Em formulário para ter acesso à moradia estudantil, UnB perguntou sobre vida sexual dos alunos, que se sentiram invadidos com questionário

atualizado

Compartilhar notícia

Imagem colorida de um corredor na Universidade de Brasília
1 de 1 Imagem colorida de um corredor na Universidade de Brasília - Foto: null

Os alunos da Universidade de Brasília (UnB) se surpreenderam com um questionário de 30 perguntas exigido pela instituição para que pudessem ter acesso a uma vaga da Casa do Estudante Universitário (CEU).

No formulário, é necessário responder “quão satisfeita/o você está com sua vida sexual”. O estudante deveria preencher um dos campos sinalizando se está muito insatisfeito; insatisfeito;  nem satisfeito nem insatisfeito; satisfeito ou muito satisfeito.

O Metrópoles teve acesso ao formulário na íntegra e confirmou a oficialidade do documento. Por medo de represálias, os estudantes preferiram manter a identidade sob sigilo. O formulário foi exigido para quem desejasse renovar a moradia estudantil e teve de ser respondido até 22 de dezembro de 2023. O resultado foi divulgado em janeiro de 2024.

Além de perguntar sobre a satisfação sexual dos estudantes, o formulário de 10 páginas indaga se o estudante tem capacidade para desempenhar as atividades diárias e de trabalho. Também é questionado como o aluno avalia a relação com o pai e com a mãe.

Veja algumas das questões:

0

“Além da pergunta por si só ser absurda e de outras que exigem a completa exposição da vida pessoal do morador, não se sabe das intenções reais da Diretoria de Desenvolvimento Social para colher informações tão íntimas dos moradores”, destacou um dos alunos.

“Afinal, tal instrumento servirá para a elaboração de algum tipo de programa ou trata-se apenas de controle moral sobre os estudantes? Como a identificação dos moradores é obrigatória, há um temor de que as informações possam ser vazadas”, completou. A UnB, porém, destacou que não exige resposta às perguntas, apenas de nome e matrícula do aluno.

Apesar disso, o estudante reclamou de não haver uma relação de confiança com a direção. “Esse questionamento invade muito a vida privada, a intimidade dos moradores”, disse outro estudante. Ele também relata que alunos têm sido despejados do centro estudantil em caso de reprovação, o que considera algo que vai contra o objetivo de evitar a evasão escolar do ensino superior.

A política que envolve a Casa do Estudante Universitário faz parte do Programa Nacional de Assistência Estudantil, que tem como finalidade ampliar as condições de permanência dos jovens na educação superior pública federal. O programa foi criado em 2010 pelo Decreto Federal nº 7.234. O direito à assistência estudantil é oferecido a quem tem renda familiar, per capita, de 1,5 salário mínimo.

Requisitos a cumprir

Por meio de nota, a UnB destacou que o questionário é aplicado desde 2022 e que responder às perguntas não é obrigatório para quem quiser pleitear uma vaga na CEU. Os únicos itens com preenchimento exigido são nome completo e matrícula.

A instituição acrescentou que eventuais desligamentos ocorrem em apenas dois casos: quando o estudante reprova por faltas injustificadas ou em mais de 50% das disciplinas nas quais está matriculado. Além disso, ainda que isso tenha ocorrido, o mesmo universitário pode tentar uma vaga novamente.

Confira a íntegra da resposta da UnB:

Com relação à utilização do instrumento WHOQOL-bref [o questionário], uma ferramenta empírica, elaborada e disponibilizada gratuitamente pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para avaliações de qualidade de vida, a Universidade de Brasília (UnB) informa que:

  • As informações coletadas por meio do WHOQOL-bref são absolutamente sigilosas, apenas a Equipe Psicossocial da UnB tem acesso aos dados;
  • Os estudantes não são obrigados a responder nenhuma pergunta, exceto os campos ‘nome’ e ‘matrícula’;
  • Na UnB, a ferramenta é utilizada desde 2022;
  • Compete à Diretoria de Desenvolvimento Social (DDS) da Universidade realizar censos periódicos e elaborar relatórios diversos para a UnB e para os órgãos de controle;
  • Com base nos dados coletados, a partir de 2022, foi possível tomar medidas concretas para a melhoria da saúde mental dos estudantes, tais como: atendimentos psicológicos clínicos específicos na Casa do Estudante; alocação de uma psicóloga clínica para atuar exclusivamente na Casa do Estudante de Graduação; e a implementação do Projeto Saúde Mental e Educação Física da Faculdade de Educação na Casa do Estudante;
  • O Programa de Moradia Estudantil Temporária da UnB tem por objetivo oferecer à/ao estudante em situação de vulnerabilidade socioeconômica uma moradia digna, a fim de contribuir para a sua permanência na universidade.

Cabe ressaltar que o WHOQOL-bref, da OMS, é um questionário com qualidades psicométricas empiricamente aprovadas no Brasil e utilizado em diversos países e em diferentes grupos de pessoas, demonstrando muitas possibilidades de uso em uma perspectiva nacional, internacional e transcultural.

Em abril de 2023, o Conselho de Administração da Universidade de Brasília aprovou a Política de Assistência Estudantil da UnB, que regulamenta e dá as diretrizes para garantir a permanência dos estudantes.

Quanto à reprovação por insuficiência de rendimento, o estudante perde o direito aos programas caso não seja aprovado em 50% das disciplinas em que estiver matriculado. Portanto, para não perder o acesso aos Programas de Assistência Estudantil, o estudante deve ser aprovado em pelo menos metade das disciplinas em que estiver matriculado.

No caso de reprovação por falta em qualquer disciplina, o estudante perde o acesso aos Programas de Assistência Estudantil. Os órgãos de controle sugerem que seja 75% no mínimo de aproveitamento.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações