TV Câmara Distrital é lançada no DF. Confira detalhes e programação

É possível assistir à emissora pelo canal 9.3. Serão 24h de transmissões ao vivo do trabalho legislativo e de conteúdo jornalístico

atualizado 25/10/2021 21:26

TV Câmara DistritalIgo Estrela/Metrópoles

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) lançou nesta segunda-feira (25/10) a TV Câmara Distrital, com transmissão ao vivo pelo canal 9.3. A nova emissora aberta terá 24 horas de programação e mostrará ao vivo o trabalho dos distritais. O canal também terá conteúdo jornalístico, educativo, sociocultural e científico, além de campanhas institucionais e de utilidade pública.

A solenidade de lançamento ocorreu no auditório do parlamento local, após a visitação de deputados e autoridades às instalações da TV. “A estreia da TV Câmara Distrital significa um marco para o DF por permitir, pela primeira vez, a veiculação dos trabalhos da Casa em TV aberta, ao alcance de toda a população”, destacou o presidente da CLDF, Rafael Prudente (MDB).

Na ocasião, Prudente anunciou a retomada do Troféu Câmara Legislativa de Cinema, que teve as edições de 2019 e 2020 suspensas. “A já tradicional premiação do cinema brasiliense voltará com uma significativa novidade: os curtas e longas-metragens vencedores serão exibidos na TV Câmara Distrital. Nada como valorizar o melhor do audiovisual do Distrito Federal, produzido por brasilienses para brasilienses”, declarou.

Em breve, a nova emissora passará a integrar serviços por assinatura. “Nas próximas semanas, nossa TV também será transmitida pela NET e SKY, entre outros”, informou.

 

Publicidade do parceiro Metrópoles
0
Conteúdo

O conteúdo da TV Câmara Distrital também poderá ser acompanhado pelo canal da CLDF no YouTube e pelas redes sociais, possibilitando a interação direta da população com a emissora.

A TV chega para marcar os 30 anos do Legislativo do DF. A estrutura conta com profissionais qualificados tanto na parte técnica quanto na criação de conteúdo. Eles terão a missão de registrar e reportar os temas importantes debatidos na Câmara.

Além de dar transparência às ações legislativas, o canal contribuirá com registros em arquivos da história e da cultura local. Por meio da TV, a população do DF acompanhará os debates do plenário, das comissões e das audiências públicas.

Programação

A TV exibirá conteúdo próprio e de parceiros por meio de acordos de cooperação técnica com outros órgãos públicos. Entre eles, a UnBTV, da Universidade de Brasília, e a Rede Legislativa, formada por emissoras de assembleias estaduais e municipais, o Sebrae-DF e o próprio GDF.

Entre os primeiros programas que serão exibidos, destaca-se o “Por elas”, dedicado à atuação feminina nos mais diversos setores sociais; o “Nosso Quadradinho”, que tem como missão apresentar as belezas, as boas iniciativas e os talentos desenvolvidos no Distrito Federal; e o “Giro CLDF”, com notícias das sessões plenárias, reuniões de comissões e audiências públicas promovidas pela Casa.

Economia

A CLDF investiu em estrutura técnica própria, visando a economia de recursos públicos e a continuidade dos serviços. Dessa forma, as transmissões que hoje ocorrem pela internet serão realizadas por equipamentos próprios, que deixarão de ser alugados, resultando também em mais autonomia e menos burocracia no funcionamento da emissora.

Fazem parte da equipe profissionais terceirizados e servidores efetivos da Casa.

“Nós tínhamos diversos projetos para montar essa TV, projetos que custavam milhões de reais. Claro que foi um investimento importante. Nós fizemos um aporte em equipamentos em torno de R$ 5 milhões, tem mais o gasto mensal com pessoal, mas foi um custo muito menor do que aquele previsto ao longo dos últimos anos”, assinalou Rafael Prudente.

Solenidade de lançamento

A emissora entra no ar a partir de um acordo de cooperação com a Câmara dos Deputados. Das autoridades que marcaram presença na solenidade, além de deputados distritais, estiveram o secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues; a secretária de Esporte e Lazer, Giselle Ferreira; o embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy; a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça; a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, e a presidente da Associação Brasileira de Televisão e Rádios Legislativas (Astral), Alessandra Anselmo.

Para Bartolomeu Rodrigues, secretário de Cultura do DF, “a TV pública é fundamental”. “A história da Câmara Legislativa recomeça neste momento. Agora, a CLDF estará dentro da casa de cada brasiliense, em cada pedaço deste Distrito Federal. Isso é muito importante.”

“Sabemos da importância dessa TV. A Educação terá muita matéria para colocar lá. Temos condição de contribuir bastante”, acrescentou a secretária de Educação, Helvia Paranaguá.

Também participou do evento o primeiro presidente da Câmara Legislativa, Salviano Guimarães. Na cerimônia, ele parabenizou a Casa pela instalação da nova emissora. “Tive sempre a expectativa de que um dia a Câmara pudesse se comunicar melhor, e esse dia chegou. A comunicação é o principal recurso e o mais importante do legislador”, afirmou.

Parcerias

Além do Acordo com a Câmara dos Deputados, o qual permitiu a transmissão em canal aberto, a TV Câmara Distrital fechou termos de cooperação técnica com diversas entidades da sociedade civil e órgãos de Estado para diversificar sua programação.

Confira a lista dos parceiros:

Associação Brasileira de Televisão e Rádios Legislativas (Astral); o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal (Sebrae-DF) Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet); Universidade de Brasília (UnB); Governo do Distrito Federal (GDF); Secretaria de Estado de Comunicação; Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap); Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF); Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER); Arquivo Público do Distrito Federal; Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal Secretaria de Estado do Esporte e Lazer do Distrito Federal; Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal; Secretaria de Estado de Turismo do Distrito Federal; Secretaria de Estado da Mulher do Distrito Federal; Companhia de Planejamento do Distrito Federal – Codeplan; Serviço de Limpeza Urbana (SLU); Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa); Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF); Arquivo Público do Distrito Federal; e Embaixada da Índia no Brasil.

Mais lidas
Últimas notícias