Tutora de cachorro roubado denuncia que dono de pet shop mudou versão

Cachorrinho Ted, da raça maltês, desapareceu na quarta-feira (16/3) quando estava sob responsabilidade de dono de pet shop

atualizado 25/03/2022 17:48

mulher com cachorroArquivo pessoal

A família do cachorrinho Ted usou as redes sociais, nesta sexta-feira (25/3), para denunciar que o dono de uma pet shop, no Park Way, teria mudado a versão sobre o desaparecimento do cachorro. De acordo com Clarissa Camanho, 27 anos, a instituição alegou que o pet, da raça maltês, foi levado por um assaltante, na quarta-feira (16/3).

Mas, em depoimento à polícia, o proprietário do pet shop disse que Ted sumiu após ser furtado de dentro do carro.

0

Bandidos armados rendem funcionário de pet shop e roubam cachorrinho

O Metrópoles teve acesso ao depoimento do proprietário e confirmou que o homem mudou a versão dada à família. De acordo com ele, Ted ficou no banco de trás de um veículo, dentro de caixa transportadora, enquanto ele desceu do carro para comprar pão. Ao voltar, percebeu que o pet teria desaparecido junto com a caixa.

“Estacionei o carro em frente à padaria, deixei as portas destravadas e os vidros entreabertos para circular ar para o cachorro e fui comprar pão. Sempre mantendo contato visual com o veículo. Quando terminei e voltei ao carro, percebi que tinham furtado o Ted e a caixa transportadora”, declarou à polícia.

O homem explicou que, após o ocorrido, registrou ocorrência na 1ª Delegacia de Policia (Asa Sul) dizendo que havia sido roubado e que os ladrões teriam levado o celular, o relógio e o cachorro. “Eu não tinha a intenção de atrapalhar as investigações e só fiz isso por receio de ser processado ou perseguido pelos proprietários do cão”, alegou aos investigadores.

Segundo Clarissa, ela e os pais viajaram e deixaram Ted sob os cuidados do estabelecimento. A família voltou para Brasília e pediu que o hotel devolvesse o animal. Na ocasião, no entanto, o homem contou para a família que, antes da entrega, apareceram homens armados e levaram o cachorro. A família buscou testemunhas e imagens de câmeras de segurança do local do suposto crime, mas nada encontrou.

Nas redes sociais, a tutora de Ted pede que o homem conte a verdade sobre o desaparecimento do cão. “Uma falta de responsabilidade e respeito, com sobra de covardia ao nos deixar sem nenhuma informação verdadeira, perdendo as provas e atrapalhando nas buscas. Nossa luta agora é pela verdade”, ressaltou.

Veja as publicações: 

0

 

Ao Metrópoles a arquiteta contou que estava desconfiada da história do roubo e esperava o proprietário do pet shop prestar depoimento para confirmar as informações que ele havia dado anteriormente. “Naturalmente, começamos a nos questionar e levantamos suspeita sobre alguns casos que nos incomodaram, mas, sem comprovação, não poderíamos confirmar”, comentou.

A reportagem entrou em contato com o dono do pet shop, mas, até a publicação da reportagem, não havia reposta.

A família continua as buscas por Ted. Qualquer informação pode ser dada pelos telefones (61) 9 9859-1989 ou (67) 9 9264-0493.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Mais lidas
Últimas notícias