*
 

Durante o terremoto na Bolívia cujo reflexo foi sentido em Brasília, a Defesa Civil mandou as pessoas evacuarem os prédios da área central da capital. Mas, por volta das 12h20 desta segunda-feira (2/4), a situação estava normalizada.

Segundo o subsecretário do órgão, coronel Sérgio Bezerra, não há risco de desabamento nos edifícios. “A zona central está liberada, sem necessidade de interdição dos prédios”, garante. Ele acrescenta que, por enquanto, o órgão não recebeu chamados sobre rachaduras ou fissuras nas construções. Somente relatos de tremores.

Pelo Facebook, o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB) informou houve um terremoto na Bolívia com 6.7 magnitude, com profundidade de 548, que teve reflexos em território brasileiro.

Metrópoles recebeu relatos de que o fenômeno foi sentido em quadras das asas Norte e Sul, Esplanada dos Ministérios, Setor de Indústrias Gráficas (SIG) e no Guará. Servidores do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) também tiveram que deixar o local. Os carros foram retirados da garagem (foto de destaque).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a corporação recebeu chamados sobre desabamentos e desmoronamentos em alguns pontos da cidade. Porém, como o socorro ainda está em deslocamento, não confirmação sobre a situação.

O tremor de terra também foi sentido em São Paulo e Belo Horizonte.

 

 

 

COMENTE

Corpo de Bombeirosdefesa civilTremor em Brasília
comunicar erro à redação

Leia mais: Distrito