*
 

A BR-080, rodovia federal que liga Brasília a Águas Lindas de Goiás, é a pior estrada que cruza o DF. A constatação está na 20ª Pesquisa CNT de Rodovias, feita pela Comissão Nacional dos Transportes (CNT) e divulgada na terça-feira (26/10).

Nos quatro quesitos analisados pela entidade  — estado geral, pavimento, sinalização e geometria da via —, a rodovia foi considerada “regular” em três e “ruim” em um deles. A BR-080 tem a pior soma de fatores entre as 15 avaliadas no DF.

A maior falha da BR-080 foi no quesito geometria da via, considerado “ruim”. Esse critério, de acordo com a CNT, determina a distância de visibilidade dos veículos e a velocidade máxima considerada segura no local.

Com os problemas e o volume de automóveis que trafega pela via, 65 ocorrências foram registradas apenas em 2016, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal. Na última segunda-feira (24/10), por exemplo, um acidente deixou uma vítima fatal e duas feridas (foto em destaque). Ao longo do ano, 12 pessoas morreram.

mapa_vias_df

Situação de algumas das rodovias do Distrito Federal

Rodovias locais
Entre as vias geridas pelo governo distrital, as três piores são a DF-003 (Epia), a DF-095 (Estrutural) e a DF-250. As duas primeiras ganharam avaliação “regular” em todos os quesitos. A última teve o estado geral classificado como regular; a pavimentação, boa, e a sinalização, péssima.

De acordo com o diretor-executivo da CNT, Bruno Batista, as más condições das vias brasileiras geram um aumento médio de 24,9% no custo operacional do transporte. “Isso é repassado de alguma forma aos transportadores”, explicou.

A assessoria de imprensa do DER foi procurada para saber quais os investimentos feitos nas rodovias do Distrito Federal nos últimos anos, mas, até a última atualização desta reportagem, não havia respondido.

 

 

COMENTE

rodoviaDistrito FederalCNT
comunicar erro à redação

Leia mais: transporte-df