Trânsito será alterado no Morro da Capelinha para via-sacra

A DF-230 terá sentido único, a partir de 13h, no trecho entre o Colégio Agrícola e a rotatória com a DF-130

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 28/03/2018 16:29

A via-sacra no Morro da Capelinha, em Planaltina (DF), deve receber 150 mil pessoas, na próxima sexta-feira (30/3), segundo estimativa dos organizadores. A encenação é considerada uma das mais importantes do contexto cultural e religioso do Distrito Federal. Haverá alterações no trânsito da região e reforço na segurança a fim de garantir a tranquilidade da celebração.

A DF-230 terá sentido único, a partir de 13h, no trecho entre o Colégio Agrícola e a rotatória com a DF-130. Uma das quatro vias de acesso ao Morro da Capelinha será fechada para passagem dos pedestres. As demais pistas serão destinadas ao trânsito de veículos, situações de emergências e à produção. O acesso à área do evento se encerrará às 21 horas.

“A ideia é garantir a dispersão do público com fluidez para os pedestres, artistas e profissionais da segurança”, disse o comandante do Batalhão de Policiamento Rodoviário da Polícia Militar (BPRv), major Keldison Sousa.

Além do trabalho voltado ao trânsito, haverá reforço na segurança dos participantes, com equipes do batalhão da cidade e de unidades especializadas, a exemplo da Patamo e da Cavalaria. O Departamento de Trânsito (Detran/DF) terá 48 agentes em 24 viaturas. Dois guinchos e uma empilhadeira do órgão darão suporte, se necessário, à remoção de carros parados em locais proibidos.

Para atender ocorrências médicas, cinco pontos fixos com médicos e enfermeiros estarão disponíveis. Os profissionais são bombeiros militares e profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Secretaria de Saúde e da Cruz Vermelha.

“Caso alguém passe mal, aconselhamos procurar a equipe médica mais próxima ou acenar com a mão, pois o evento será acompanhado também por equipes volantes”, explicou o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Valber Costa. Pelo menos 200 militares vão atuar na área.

Eventuais delitos poderão ser registrados na Delegacia Móvel da Polícia Civil. As delegacias físicas de Planaltina e Sobradinho receberão reforço de policiais.