*
 

A 5ª Delegacia de Polícia (Área Central) investiga as circunstâncias do acidente de trânsito que matou pai e filha na pista que liga a L4 à L2 Norte, por volta das 18h40, dessa sexta-feira (13/4). Segundo a Polícia Civil, uma testemunha contou ter visto a motocicleta Honda/BIZ e o Fiat Mobi passaram ao seu lado, ambos em “velocidade elevada”.

A testemunha, entretanto, disse não ter presenciado o momento do acidente. Afirmou que quando se aproximou do local, o fato já tinha ocorrido. Juvenal Azevedo, 40 anos, conduzia a moto, quando ele e a filha Milena Versiane Azevedo, 15, foram atingidos por um carro dirigido por Raíssa Ribeiro, 20, que não se feriu.

O teste de etilômetro realizado deu negativo e a motorista afirmou que não estava usando o celular na hora da colisão.

A condutora do automóvel disse à polícia, segundo a ocorrência, diz ter saído de sua residência, localizada na QI 29, no Lago Sul, com destino a uma faculdade da Asa Norte. A jovem disse ter sido surpreendia por uma motocicleta no mesmo sentido, que teria cruzado à frente do seu carro, visando pegar o retorno de acesso à via L4. Ela explicou que não teve tempo de reação para evitar a colisão.

 

Após o acidente, a condutora parou o seu veículo e permaneceu no local aguardando as providências cabíveis.

Os corpos das vítimas estão sendo periciados no Instituto Médico Legal (IML) e deverão ser liberados para a família até o final deste sábado (14).

Os bombeiros fizeram massagem cardíaca por quase uma hora, na tentativa de reanimar o homem, mas ele não respondeu ao procedimento e morreu no local. A filha de Juvenal, de 15 anos, já havia falecido quando o socorro chegou.

 

 

COMENTE

trânsitoacidentebombeirosL4 Nortemoto
comunicar erro à redação

Leia mais: Trânsito