Clientes e sócios de um bar em Águas Claras registraram ocorrência na Polícia Civil denunciando terem sido agredidos na madrugada de sábado (2/2). O fato teria ocorrido no momento em que os empresários fechavam o bar. Leonardo Brito e Luiz Arthur contaram que foram atacados com socos e garrafadas e precisaram ser hospitalizados por causa dos cortes profundos sofridos na cabeça.

De acordo com Leonardo, eles encerravam as atividades do estabelecimento quando foi colocar o lixo no contêiner e viu um homem visivelmente alterado jogando cerveja em outro depósito. Cerca de 30 pessoas estavam no momento da confusão.

“Quando perguntei o motivo, o agressor disse que foi porque ele quis. Daí começou uma troca de agressões. Tentei separar, mas, quando vi os amigos do agressor chegando, percebi que não adiantaria. Recebi um golpe por trás e corri para o prédio, mas não sei se foi um soco ou uma garrada”, relatou Leonardo.

 

Na sequência, Luiz Arthur foi agredido. Leonardo conta que, com a confusão generalizada, o sócio correu para ajudá-lo e foi recebido por um dos agressores com uma garrafada, que lhe causou um corte profundo.

Com o episódio encerrado, ambos seguiram para um hospital particular. Arthur recebeu oito pontos e Leonardo, 17. Os dois foram à delegacia e, logo depois, ao Instituto Médico Legal (IML), onde realizaram exames de corpo de delito.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Na madrugada de sexta pra sábado (02/02/2019), após terem fechado o estabelecimento e durante o recolhimento dos lixos deixados pelas pessoas na rua, os sócios da Vibe Drinks & Store foram covardemente agredidos por alguns indivíduos que não são reconhecidos como clientes do bar. A agressão resultou em cortes profundos na cabeça dos sócios que tiveram de ser hospitalizados para fazerem a sutura no corte que deixava seus crânios à mostra. Eles agora contam com a ajuda das pessoas que presenciaram o fato para que todos os envolvidos sejam responsabilizados na forma da lei, sem violência. Neste domingo (03/02/2019), às 16h30, será realizado um ato de paz e amor ao próximo! Vamos mostrar que violência não se resolve com violência! Convidamos todos os familiares, amigos, clientes e vizinhos para mostrar que o respeito e o amor ao próximo estão acima de tudo e que não há mal que faça a gente pensar diferente. Pedimos a todos que venham de branco e com muita vibe positiva! HOJE É PELO AMOR! Hoje é pelas pessoas! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #vibedrinksdf #aguasclaras
#pazeamor #makelovenotwar

Uma publicação compartilhada por Vibe Drinks & Store (@vibedrinksdf) em

Ato pela paz
Apesar das agressões sofridas, Leonardo não quer vingança ou expor os responsáveis pelos ataques. “Queremos ensinar que eles podem ser melhores. Esse ato é para mostrar que não pagaremos o mal com o mal”, ressalta o empresário.

A manifestação pacífica foi marcada pelo Instagram do bar. Na postagem, os sócios pediram que os participantes usassem roupas brancas.

Leonardo conta que tem algumas imagens dos seus algozes e fotos feitas por pessoas que estavam no local, todas entregues à Polícia Civil. As filmagens do circuito do prédio serão disponibilizadas pelo condomínio na segunda-feira (4). Os suspeitos já teriam sido identificados.

Um deles seria um militar da Marinha com passagem por agressão.