Servidores públicos começam a usar GDF Saúde. Consultas e exames são liberados

Mais de 100 participantes do plano de saúde do GDF utilizaram nesta semana serviços em hospitais e clínicas credenciadas

atualizado 05/02/2021 22:13

Prepare-se: suspensão de reajuste do plano de saúde só adiou aumento para janeiroMichael Melo

O Governo do Distrito Federal liberou, nesta semana, a realização de consultas e exames para servidores públicos no plano de saúde criado pelo Executivo local para atender o funcionalismo público brasiliense. Mais de 100 participantes, entre servidores e dependentes, já foram atendidos em hospitais e clínicas da rede credenciada junto ao GDF Saúde.

Hoje, o convênio médico conta com 2,5 mil unidades hospitalares em várias regiões administrativas da capital e mais de 20 mil pessoas cadastradas.

Para participar do GDF Saúde, os interessados devem acessar o site do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Distrito Federal (Inas-DF), gestor da iniciativa, onde é possível conferir as regras de adesão.

Piso e teto

“Nos esforçamos ao máximo para construir uma rede de qualidade e com capilaridade suficiente, para que os usuários tenham acesso à saúde perto da sua residência ou local de trabalho”, ressalta o presidente Inas, Ney Ferraz.

Conforme publicado pelo Metrópoles, quem optar por aderir ao plano deve saber que o piso para beneficiário titular é de R$ 400 e o teto de R$ 1 mil. Para dependentes ativos, o valor mínimo é de R$ 300; para os inativos, R$ 400.

Em caso de dúvidas, o interessado pode entrar em contato com o telefone (61) 3521-5331 ou solicitar esclarecimentos pelo e-mail [email protected].

(Com informações da Agência Brasília)

Últimas notícias